Você já pensou em investir na Coca-Cola? Uma das detentoras da marca da bebida mais famosa do mundo pode ser também uma grande oportunidade para você diversificar seus investimentos e obter boas rentabilidades a médio e longo prazo.

Pelo fato de a empresa ser americana, como seria possível aplicar nas ações dela? É sobre isso que discutiremos neste artigo, além de outras questões técnicas sobre a própria companhia.

Portanto, se você gostaria de aplicar em uma empresa americana de alto valor, confira este post e veja como investir seu capital na Coca-Cola.

 

Por que investir na Coca-Cola?

Afinal, por que alguém investiria em ações de uma empresa como a Coca-Cola? Podemos destacar o fato de que essa é uma corporação extremamente valorizada e sólida, que já existe há algumas décadas e, de certa forma, domina o seu mercado.

Porém, existe um investidor em especial que tem uma grande relação com a empresa e que é muito conhecido e respeitado no mercado financeiro mundial, considerado um dos homens que têm o maior capital aplicado no mundo.

Estamos tratando de Warren Buffett. Ele já foi apontado, por várias vezes, como o homem mais rico do mundo pela Forbes e é uma referência quando o assunto é investimento.

Entre os principais ativos de sua carteira de ações, está presente a Coca-Cola. A relação da marca com o investidor começou no ano de 1937, quando Warren Buffett tinha apenas 7 anos de idade.

Ainda tão jovem, ele decidiu juntar as tampinhas de garrafas que encontrasse na região onde vivia, para saber qual era o refrigerante mais vendido no local. Algumas semanas depois, ele percebeu que a maioria das tampas era da Coca-Cola.

O pequeno Warren verificou que a empresa de refrigerante tinha um grande potencial de vendas e pediu ao seu avô que comprasse algumas garrafas para que ele distribuísse pelo bairro por um valor quatro vezes acima do preço de compra.

Após 50 anos, Warren Buffett comprou uma quantidade considerável de ações da empresa, de cerca de 7% de toda a companhia. Ou seja, Buffett confiou no que observou a respeito da empresa ao longo desses 50 anos para, só então, decidir investir nela.

Com isso aprendemos sobre a importância de observar e conhecer os fundamentos da empresa antes de comprar ações dela.

 

O que você deve fazer antes de realizar esse investimento?

Atualmente, a Coca-Cola tem suas ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque, a Nyse, e é uma das empresas mais valorizadas do mundo, sendo uma excelente opção para sua carteira de investimentos.

Para fazer isso de forma satisfatória, é importante conhecer algumas boas práticas que devem ser adotadas no seu dia a dia enquanto investidor. Veja quais são elas!

 

Acompanhar a Bolsa de Valores

Primeiro, é fundamental acompanhar diariamente acontecimentos que movimentam os mercados, especialmente o que você pretende investir. No Brasil, para acompanhar a Bolsa de Valores é muito simples, afinal, todos os bancos de investimentos e corretoras oferecem para os seus clientes ferramentas de acesso a esse mercado.

Porém, se você pretende investir em empresas que tenham capital aberto em outros países, é necessário buscar formas de acompanhar o mercado nesses locais, a fim de entender suas características e fatores que os afetam, para, dessa forma, tomar suas decisões de compra e venda de ações em sua carteira.

 

Estudar o negócio e os números da Coca-Cola

Outro ponto importante que você deve avaliar são questões relacionadas ao próprio negócio da Coca-Cola e aos números que ela publica periodicamente para seus acionistas.

A Coca-Cola Company possui mais de 500 marcas ao redor do mundo. Apesar de estar situada em Atlanta, nos Estados Unidos, ela está presente em mais de 200 países e territórios espalhados pelo mundo.

Suas ações são cotadas na casa dos dois dígitos, girando em torno, atualmente, dos US$ 50. Até o momento que este conteúdo foi produzido, a empresa registrou um lucro líquido de 1,74 bilhões de dólares, no terceiro semestre de 2020, gerando um lucro por ação de 0,40 centavos de dólar por ação.

Se você avaliar esses dados com o mesmo período do ano anterior, perceberá que ocorreu uma variação negativa importante de ser observada. Ou seja, os resultados do mesmo período de 2020 foram piores que os do ano anterior.

Ocorre que esse tipo de assimilação pode ser normal em uma empresa com números na casa dos bilhões, como a Coca-Cola. Esse fato não faz dela menos interessante de investir. No entanto, vale a pena observar mais atentamente os resultados da companhia nos próximos períodos avaliados.

 

Analisar o seu valor de mercado

Outro ponto que você deve avaliar é o valor de mercado da empresa. A Coca-Cola é uma das maiores empresas do mundo, portanto ela tem um valuation (valor de mercado da empresa) considerável, girando em torno dos US$ 56 bilhões.

O valor de mercado mostra para o investidor o tamanho e a solidez de um negócio em seu segmento. Por mais que existam outras marcas de bebidas não alcoólicas no mundo, a Coca-Cola está com o seu valor de mercado bem acima das principais concorrentes.

Essas características tornam o investimento em ações de Coca-Cola Company uma opção a se considerar, especialmente, quando se pensa em ativos para composição de sua carteira de longo prazo.

 

Verificar outros valores agregados à marca

Além de verificar o valuation da empresa, é preciso lembrar-se de que existem mais de 500 marcas agregadas à Coca-Cola Company. No Brasil, por exemplo, nós temos a empresa de sucos chamada Del Valle, além da famosa e centenária indústria de chás e bebidas quentes, responsável por marcas como Matte Leão, que foi comprada pela Coca-Cola Company, no ano de 2007.

 

Fazer as projeções de investimento

Além de analisar os dados reais da empresa e as marcas ligadas a ela, também é importante analisar as projeções dela para o próximo período, antes de fazer o investimento. Essas projeções auxiliam o investidor na hora de tomar a decisão sobre a aquisição de ações de determinadas empresas.

Além disso, é essencial fazer um planejamento de investimentos antes de adquirir quaisquer ativos, tendo em mente os seus objetivos para curto, médio e longo prazos.

Por exemplo, levando em consideração que o investimento em ações de Coca-Cola se mostra mais adequado quando o objetivo para ele é o médio ou longo prazo, é importante que você inclua em seu planejamento financeiro, outros ativos mais apropriados para investimentos de curto prazo, que possam servir, inclusive, como reserva de emergência.

 

Qual é o passo a passo para investir na Coca-Cola?

Para investir na Coca-Cola, você tem duas opções à sua disposição. Primeiro, é possível abrir uma conta em uma corretora nos Estados Unidos, fazer uma remessa de câmbio, para depositar o recurso nessa conta no exterior e comprar as ações diretamente na Bolsa de Valores de Nova Iorque, local em que elas são negociadas.

Porém, esse tipo de operação pode ter um custo mais elevado para o investidor. Afinal, transferir dinheiro entre países gera custos com taxas de câmbio que podem colocar em risco a rentabilidade geral da sua carteira.

Contudo, existe uma opção pouco conhecida por investidores iniciantes, que pode auxiliar você que tem interesse em investir na Coca-Cola. Isso pode ser feito por meio de um ativo chamado de Brazilian Depositary Receipts (BDR).

Basicamente, esses ativos são certificados que representam as ações emitidas por empresas de outros países. A grande diferença, portanto, é que eles são negociados na Bolsa de Valores brasileira durante o pregão da B3.

Em outras palavras, são valores mobiliários que têm como lastro os papéis das próprias companhias estrangeiras. Nesse sentido, quem compra BDR não está adquirindo ações diretamente da empresa no exterior, mas, sim, aplicando em títulos que representam esses papéis no mercado brasileiro.

Isso é possível porque os certificados são emitidos por uma instituição, chamada depositária, que adquire as ações no país de origem da empresa emissora – no caso estudado, a Coca-Cola. Essas ações ficam depositadas na instituição custodiante (essa, por sua vez, fica no país de origem da empresa) e servem como lastro para os BDRs que serão negociados na Bolsa de Valores brasileira.

Esses certificados são emitidos na mesma quantidade adquirida pela instituição depositária e lançados sempre mediante um programa de BDR devidamente registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o que garante a lisura dos ativos que serão negociados em nosso mercado.

O grande diferencial desses ativos é que eles são negociados em território nacional, na B3. Para tanto, basta abrir uma conta em uma corretora ou um banco de investimentos nacional, depositar a quantia que pretende investir, por meio de Ted ou PIX, e fazer a aquisição de BDR da Coca-Cola por meio de um Home Broker ou outra plataforma de negociação, utilizando o código COCA34. Tudo isso, sem conversões de moedas ou pagamento de taxa de câmbio.

Gostou destas informações? Para ficar por dentro das principais notícias do mundo de finanças e aprender a gerir melhor as suas economias, assine a nossa newsletter gratuita.

Gostou desse conteúdo? Então compartilhe-a em suas redes sociais. E se ainda não é cliente modalmais, baixe o aplicativo do banco digital em seu smartphone, abra a sua conta de forma rápida e prática e aproveite mais essa vantagem que só o banco digital dos investidores tem a oferecer.