Vale a pena investir em BDR para aproveitar a alta do petróleo? Durante o ano de 2021, existe uma grande expectativa de crescimento desse setor. Logo, investir nas petrolíferas existentes no mundo pode ser uma excelente opção para sua carteira de investimentos.

Entretanto, a grande dúvida fica por conta de como fazer isso. Afinal, essas petrolíferas são negociadas em Bolsa de Valores de outros países. Então, como fazer esse tipo de aplicação? É sobre isso que discorreremos neste artigo.

Nele, mostraremos rapidamente o que são BDRs e como eles podem ajudar você a aproveitar a tendência de crescimento do setor petrolífero no mundo. Acompanhe!

 

O que são BDRs?

O Brazilian Depositary Receipt (BDR) é um tipo de ativo emitido no Brasil, que é lastreado em ativos – em sua maioria, ações de empresas estrangeiras – emitidos no exterior. Em outras palavras, representa os papéis emitidos por companhias estrangeiras dentro do nosso país.

Nesse caso, o investidor não está comprando diretamente as ações dessas empresas, mas, sim, adquirindo uma espécie de certificado, emitido por outras instituições financeiras, que compraram os papéis dessas companhias, garantindo assim que esse certificado é lastreado neles.

Logo, as oscilações de preços que acontecem nos mercados em que essas companhias estão situadas refletem na valorização ou desvalorização dos BDRs negociados no Brasil.

A grande vantagem desse mercado é que o investidor pode ter acesso aos títulos dentro da própria Bolsa de Valores brasileira, já que investir no exterior pode ser um grande desafio para o investidor iniciante.

Afinal, ele deve abrir uma conta em uma corretora internacional, enviar dinheiro para essa instituição e, finalmente, fazer as suas operações no mercado acionário daquele país.

No caso da BDR, isso não é necessário. A negociação é feita no ambiente da Bolsa de Valores do Brasil – a B3 – e você só precisa de uma conta em um banco digital de investimentos ou corretora para fazer essas aplicações.

 

Por que investir em BDR de petróleo?

O investimento em empresas que atuam no segmento petrolífero pode ser uma excelente opção para quem quer diversificar ainda mais suas aplicações.

Contudo, quando se fala em petrolífera, a primeira coisa que vem à cabeça das pessoas é a estatal brasileira Petrobras. No entanto, há, além dessa companhia negociada no mercado brasileiro, empresas estrangeiras do segmento que, por meio dos BDRs, conseguem refletir ao mercado – e ao investidor – seus resultados.

O fato é que a Petrobras vem passando por momentos bastante conturbados nos últimos anos. O “escândalo do petrolão” foi um deles. Muito dinheiro foi desviado da companhia que, mesmo assim, conseguiu se manter erguida. Durante o ano de 2019, as suas ações foram batendo máximas históricas em diversos dias.

Além disso, ela teve um lucro bilionário . Porém, com os últimos acontecimentos negativos, muitos investidores ainda veem a empresa com desconfiança. Por ser uma estatal, ela está sujeita a algumas questões um pouco arriscadas do ponto de vista do investidor. Uma delas é a possibilidade de intervenção por parte do poder Executivo.

Além disso, os investidores da companhia também convivem com a eventual possibilidade da abertura do mercado de petróleo brasileiro, o que poderia trazer concorrência ou ainda forçar a privatização da empresa.

Por isso, até mesmo estando apenas sob hipóteses, é importante que, antes de investir, você considere todos os fatores que podem influenciar os resultados das ações no mercado. A forma de fugir desses possíveis acontecimentos e, mesmo assim, aproveitar o crescimento do mercado de petrolífero, portanto, é por meio do investimento em BDR.

 

Confira os principais BDRs de petróleo para você investir?

Entendido o conceito de BDR e os motivos para investir nesse tipo de ativo, mostraremos os principais BDRs relacionados ao petróleo que você encontrará no mercado.

Para esta listagem, nós separamos apenas as empresas que tiveram valorização acima de 10% até fevereiro de 2021. Acompanhe!

 

ExxonMobil (EXXO34)

A ExxonMobil é uma empresa bastante conhecida no ramo petrolífero. Inclusive, no Brasil, ela atua no fornecimento de alguns óleos lubrificantes para motor e outros produtos relacionados.

Essa empresa, que em todo o mundo, comercializa combustíveis e lubrificantes sob outras quatro marcas – a Esso, Exxon, Mobil e a ExxonMobil Chemical –, obteve o 15º lugar entre os ativos desse tipo mais negociados na Bolsa de Valores brasileira em outubro de 2020.

 

Sinopec (C1HI34)

A Sinopec é uma companhia chinesa que fornece produtos químicos e derivados do petróleo. A sua experiência está mais focada em processamento, refino, transporte e comercialização do óleo cru e gás natural.

Não é uma empresa muito antiga. Ela foi fundada no ano de 2000, mas no último levantamento, a companhia possuía um total de 249 mil colaboradores e uma receita de 2,1 trilhões de Renminbi, a moeda chinesa.

 

ConocoPhillips (COPH34)

Em seguida, temos a multinacional norte-americana que trabalha com exploração de petróleo e gás natural chamada ConocoPhillips. Além da extração e produção desses elementos, ela também trabalha com o transporte de elementos químicos e de plástico.

Assim como ExxonM obil, a companhia fica localizada no Texas, e é considerada a maior exploradora e produtora de petróleo do mundo.

A ConocoPhilips foi criada a partir da fusão entre a Conoco Inc. e a Philips Petroleum Company, em 30 de agosto de 2002. Antes dessa fusão, a Conoco Inc. já era uma empresa petrolífera, fundada em 1875, nos Estados Unidos, quando usava o nome Continental Oil Transportation Company. Hoje ela é considerada a maior produtora americana independente no setor.

 

PetroChina (PTCH34)

Retornando ao continente asiático temos a PetroChina, que é a maior empresa do segmento que existe dentro da China e a maior do mundo em valor de mercado. Trata-se ainda de uma subsidiária da China Petroleum Corporation, uma subestatal chinesa que também está entre as grandes companhias do segmento no mundo.

 

Chevron (CHVX34)

A Chevron é mais uma companhia americana que atua no mercado petrolífero, sendo uma das principais responsáveis pela produção de energia a nível global.

Ela está no mercado desde 1879 e tem sede no estado da Califórnia, nos Estados Unidos da América. Entre as suas subsidiárias está a Texaco, Nobile Energy, entre outras.

 

Shell (RDSA34)

A Shell é uma empresa petrolífera, de origem anglo-holandesa, conhecida no Brasil por possuir alguns postos de combustíveis espalhados pelo território nacional.

A multinacional tem como principal atividade a refinação de petróleo e extração de gás natural. Também é uma empresa centenária, como outras que citamos neste artigo: a sua fundação ocorreu no ano de 1907. Sua sede está situada em Haia, Países Baixos.

 

BP (B1PP34)

Finalmente temos a BP, considerado um dos maiores grupos de energia do mundo. A empresa está atualmente sediada no Reino Unido e opera, especialmente, na extração de petróleo e gás.

A BP é uma empresa bem antiga, que já ultrapassa os 100 anos de história, tendo sido fundada em abril de 1909. Em 2019, ela registrou um lucro de 10 bilhões de dólares.

A companhia também tem algumas subsidiárias bastante conhecidas no mundo e que também são empresas extremamente lucrativas.

Apesar de essas subsidiárias não terem BDRs negociadas na Bolsa de Valores brasileira, vale a pena saber quais são, para que você entenda o porte gigantesco que essa companhia possui — como Castrol, Amoco, entre outras.

 

Como acompanhar a cotação desses BDRs?

Se você deseja ingressar no mercado petrolífero adquirindo BDRs de empresas que atuam nesse setor, é importante ficar atento às cotações desses ativos no mercado financeiro.

A forma mais prática de fazer isso é acompanhando o mercado por meio de plataformas profissionais ou home brokers. Os home brokers disponibilizados por instituições de investimento costumam ser gratuitos. Essas são ferramentas intuitivas, que podem ser utilizadas até mesmo por investidores iniciantes. Para ter acesso a elas, basta ter conta aberta em um banco de investimentos ou corretora, como o modalmais.

Por isso, é importante que você possa contar com esse tipo de serviço. Na hora de escolher uma corretora ou banco de investimentos para intermediar suas operações no mercado, inclua nos critérios de sua busca, aquelas que oferecem praticidade, boas condições e qualidade em seus serviços.

Ficar atento às cotações, bem como a informações relativas à empresa e outras que afetem o mercado como um todo, faz toda a diferença na hora de tomar as suas decisões.

Por fim, podemos concluir que adquirir BDRs de petróleo é uma das formas mais eficientes para aproveitar o desempenho financeiro desse setor. Assim, você não precisa se preocupar em abrir uma conta em uma corretora estrangeira, enviar recursos para outro país e acompanhar os investimentos em todos esses territórios.

 

Gostou deste artigo? Então, assine a nossa newsletter gratuita para receber mais conteúdos como este.

Ainda não é cliente? Abra a sua conta no Banco Digital do Investidor