Você, provavelmente, sabe que administrar suas finanças é algo fundamental para garantir tranquilidade em diversos aspectos da vida. Mas para cuidar de suas economias adequadamente, é necessário planejamento financeiro.

Infelizmente, em meio às atividades cotidianas, nem sempre sobra tempo para estudar sobre investimentos e fazer uma análise precisa a respeito de como você tem utilizado seu dinheiro.

A boa notícia é que é possível, sim, tomar conta dos seus gastos e rendimentos de forma inteligente, prática e organizada. Para isso, existem diversas ferramentas que permitem automatizar finanças.

Esses são mecanismos de grande importância para quem não dispõe de muito tempo para organizar as contas pessoais. Por isso, neste artigo, vamos explicar quais são essas ferramentas e de que forma você pode utilizá-las. Acompanhe!

 

Como organizar suas finanças?

Antes de falar especificamente dos aplicativos e demais ferramentas que permitem a automatização das finanças, é importante conversar um pouco a respeito de práticas de organização que são indispensáveis.

Elas podem fazer toda a diferença para a sua saúde financeira, principalmente se você não tem muito tempo disponível para cuidar das economias. Portanto, considere adotar as práticas a seguir.

 

Anotar seus rendimentos e despesas

Um dos principais hábitos para organizar suas economias é anotar aquilo que você tem de rendimento, assim como suas despesas.

É possível fazer isso da maneira mais tradicional, por meio de anotações em cadernos. Mas existem algumas ferramentas simples que podem ser utilizadas, como planilhas virtuais.

Crie uma planilha no computador (ou mesmo no celular) para registrar toda a relação do dinheiro que entra para você (salário, gratificações, serviços extras) e também suas despesas, sejam elas fixas ou não.

Embora a ferramenta facilite bastante os cálculos, o mais importante é que você torne essa prática um hábito. Uma opção é escolher determinado momento do seu dia, semana ou mês para fazer essas anotações.

Talvez no começo seja necessário criar lembretes para que você faça esse registro. Mas é comum que, com o tempo, o hábito seja interiorizado e você comece a praticá-lo de forma quase automática.

 

Tenha metas financeiras

Outro ponto fundamental para conseguir controlar suas finanças é estabelecer objetivos financeiros pautados em metas. O dinheiro é uma ferramenta, e se você não estipular como pretende utilizá-la, fica difícil ter controle.

No caso das pessoas que não possuem muito tempo para se dedicar às finanças, o ideal é pensar em metas de curto prazo, pois, assim, fica mais fácil lidar com elas do que ter que se preocupar com futuros mais distantes.

Lembre-se, o objetivo financeiro é uma conquista maior. Metas são os pequenos passos cotidianos que você dará em direção ao seu objetivo.

 

Analise suas finanças periodicamente

No primeiro item apontamos a necessidade de registrar a forma como suas economias caminham. Depois de fazer isso, é importante estabelecer momentos para analisar esses dados.

Parar e averiguar dados em uma planilha nem sempre é algo que pode ser feito rapidamente. Nesse sentido, fazer a análise de suas finanças não precisa acontecer com a mesma frequência do que o registro de seus gastos e despesas.

Estipule um momento específico para que você possa se concentrar na análise desses dados. Uma dica é organizar suas contas para que vençam no mesmo dia. Assim é possível utilizar o dia do vencimento para avaliar sua situação financeira.

Essa é uma prática importante, pois, por meio dela, é possível perceber se existem problemas (como mais gastos do que havia previsto) ou, então, uma conta que ficou atrasada etc.

Lembre-se de que a análise de suas finanças não precisa ser feita todo dia. Mas ficar mais de um mês sem avaliá-las pode causar muitos transtornos. Portanto, organize-se para poder averiguar as contas, no mínimo, mensalmente.

 

Tenha cuidado com cartões de crédito

Uma situação muito recorrente e que gera descontrole financeiro é a falta de atenção e negligência com o cartão de crédito.

Embora a utilização do crédito seja uma excelente ferramenta para fazer compras, parcelar e, até mesmo, conseguir descontos, pequenos deslizes com o cartão podem trazer muita dor de cabeça, pois os juros sobre a inadimplência são altíssimos.

Por isso, quando utilizar o cartão de crédito, lembre-se de anotar os valores e prazos de suas compras. Não importa se elas vão cair apenas no mês seguinte: em algum momento você terá de arcar com esses custos, então, é importante já ir pensando sobre eles.

Caso você não tenha muito tempo para cuidar de suas finanças e dos valores que gasta no crédito, opte por comprar o máximo possível à vista, no dinheiro ou débito.

 

Aprenda sobre investimentos

Esse é outro ponto fundamental para a organização de suas finanças. Estudar investimentos não significa saber tudo o que ocorre na Bolsa de Valores, mas ficar ciente de práticas básicas que possibilitam não ter muitas preocupações econômicas.

Leve em consideração o seu perfil de investidor, para não correr riscos desnecessários. Além disso, você pode contar com diversas informações em portais financeiros na internet para auxiliar em seus estudos, como a página de conteúdos do modalmais.

 

Quais as ferramentas para automatizar finanças?

Agora que você já sabe quais hábitos básicos são necessários para controlar suas finanças, é hora de conhecer algumas ferramentas que podem tornar todo esse processo mais dinâmico e automatizado.

 

You Need a Budget (YNAB)

Com o lema “ganhe controle total do seu dinheiro”, o YNAB (You Need a Budget) apresenta um sistema de organização de finanças bastante completo. Vinculado à nuvem, ele permite ao usuário acessar as informações registradas em qualquer lugar, a qualquer momento.

Existem 4 regras básicas que norteiam o funcionamento do aplicativo:

  1. dê um destino certo a cada receita: a ideia é prevenir o usuário de usar seu dinheiro para coisas desnecessárias ou comprar por impulso;
  2. guarde dinheiro para despesas maiores: o intuito é fazer um planejamento financeiro para despesas grandes e menos frequentes, de forma a economizar com antecedência, seguindo o conceito de reserva de emergência;
  3. faça ajustes no orçamento: é um mecanismo que permite alterar as metas e o dinheiro de determinada categoria alocando em outra. Dessa forma, o usuário não desiste de suas metas por causa de imprevistos;
  4. viva da renda do mês passado: ajuda o usuário a utilizar apenas a renda do mês anterior, economizando ou investindo o dinheiro conquistado no mês presente.

É importante lembrar que o YNAB está disponível em inglês. Além disso, o aplicativo é pago, sendo possível obter versão gratuita por um período determinado, conforme especificado no site da empresa.

 

Organizze

Disponível tanto para Android como para iOS, o Organizze tem dois tipos de contas: uma versão mais completa e, nesse caso, paga (a partir de R$ 8 mensais) e uma gratuita.

Em termos gerais, ele oferece um resumo das finanças dos usuários e mostra tudo o que é necessário para ter um bom controle financeiro.

O aplicativo permite ao usuário consultar e navegar por extratos e faturas de forma tranquila. Além disso, há a possibilidade de adicionar despesas recorrentes, como compras parceladas, que são automaticamente lançadas no sistema.

Um recurso muito bom para automatizar finanças é a geração de relatórios que o Organizze disponibiliza. Eles permitem perceber o andamento de entradas e saídas de forma detalhada, com previsão de rendimentos, custos e saldo futuro.

 

Minhas economias

O site Minhas Economias é um gerenciador de finanças disponível para web, iOS e Android. Além de ferramentas para organizar as economias, ele também fornece informações de educação financeira e um guia de investimentos.

Com gráficos e planilhas fáceis de entender, o Minhas Economias permite um gerenciamento fácil de custos e receitas. É possível acompanhar a evolução desses dados no dia a dia para saber como o dinheiro tem sido utilizado.

 

Qual a importância da automatização no controle financeiro?

Automatizar as finanças é fundamental, principalmente para quem não tem muito tempo disponível para dedicar ao controle das economias, pois otimiza uma série de processos.

É importante lembrar que essa não é uma prática que deve ser feita uma vez ao ano, apenas. A gestão de suas finanças, ainda que automatizada, precisa ser feita e supervisionada, de forma recorrente, por você.

Nesse sentido, mesmo utilizando ferramentas para facilitar o controle de sua vida financeira, é sempre importante conferir os dados e fazer reorganizações necessárias ao longo do tempo.

É comum que as metas, necessidades, ganhos e despesas variem com o passar dos anos. Por isso, ficar atento à sua situação financeira e não deixar tudo a cargo dos aplicativos é fundamental.

Além disso, é sempre válido procurar formas de ampliar os ganhos, buscando uma renda extra. Utilizar habilidades que você já tem (como artesanato) pode ser uma nova fonte, assim como ministrar aulas ou vender produtos importados.

Automatizar finanças pode ser indispensável, dependendo do estilo de vida que cada pessoa leva. Por meio das dicas e informações que trouxemos neste artigo, você poderá agilizar seus processos e conquistar seus objetivos com mais facilidade.

Lembre-se: os aplicativos e programas, assim como o dinheiro, são ferramentas. Se serão bem utilizadas ou não, depende do usuário.

Saber organizar a vida financeira é importante para todo mundo, mas nem todas as pessoas sabem como fazer isso. Portanto, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude mais pessoas a cuidarem das suas finanças!