O modalmais colocou Itaú (SA: ), Vale (SA: ) e Ecorodovias (SA: ) na carteira de baixo risco para 2021, destacando que as três companhias devem se beneficiar da retomada econômica a partir do ano que vem.

Para o Itaú, os analistas apontam que o banco tem forte posição de caixa, crescente recuperação de retorno sobre o patrimônio líquido, ou ROE, e uma razão preço para valor patrimonial muito abaixo do negociado, com grande potencial de valorização. O preço-alvo do banco para o papel é de R$ 42,00.

Sobre a Vale, os analistas mencionam que o preço das commodities segue em alta, com uma forte demanda para 2021. O preço-alvo é de R$ 95,00.

Já para a Ecorodovias, a expectativa é de bons resultados com “excelentes projetos de infraestrutura avançando no país”. Os analistas também mencionam a boa execução da alocação de capital e a baixa ciclicidade nos negócios. O preço-alvo é de R$ 20.

 

Médio risco

O banco também selecionou outras três ações de risco médio para 2021, incluindo BTG Pactual (SA: ), Cyrela (SA: ) e Movida (SA: ).

Segundo os analistas, o BTG apresentou resultados sólidos mesmo com a crise causada pela pandemia, conseguindo atrair grandes escritórios de agentes autônomos, além de oferecer produtos e serviços na plataforma online.

Para o Modalmais, é uma aposta para o setor de serviços financeiros por ter boas margens operacionais e excelente governança corporativa. O preço-alvo é de R$ 101.

Os analistas também são otimistas com o setor de construção civil devido principalmente às baixas taxas de juros e à alta demanda por imóveis residenciais. Para eles, a Cyrela vem apresentando um crescimento constante ao longo dos anos, o que ajuda a valorizar os ativos.

 

Eles têm preço-alvo de R$ 38 para o papel.

Já a Movida deve se beneficiar de uma melhora mais rápida do que o esperado na demanda por aluguel de carros e serviços de transporte para o ano de 2021, combinado com a estabilidade do fluxo de caixa e com múltiplos mais atrativos do que o de seus principais pares no mercado, segundo o banco. O preço-alvo é de R$ 28.

 

Alto risco

Para o modalmais, os papéis da Iguatemi (SA: ), Azul (SA: ) e JBS (SA: ) são bons investimentos de alto risco.

Sobre a companhia de shoppings, os analistas apontam que o setor tende a se recuperar em 2021 com a perspectiva de vacina para o início do ano e retomada da economia. A empresa possui uma alta geração de caixa e taxa interna de retorno, além da capacidade de renegociação com clientes, dizem. O preço-alvo é de R$ 51.

O banco também considera que as vacinas devam promover recuperação para o setor aéreo, um dos mais descontados durante a pandemia. Sobre a Azul, apontam que por ser a única companhia aérea em 70% de suas rotas, a empresa está bem posicionada em um cenário de recuperação de demanda, com potencial ganho de participação de mercado.

Os analistas também destacam a adoção de rígido controle de liquidez e de despesas, com preço-alvo de R$ 56 para o papel.

Já para a JBS, o banco tem boa perspectiva por conta da demanda internacional, em especial da China. Com o crescimento forte dos lucros e o retorno sobre capital investido nos projetos, além do aumento de escala com acordos de exportação, os analistas enxergam como um investimento, com preço-alvo de R$ 33.

 

Por Ana Carolina Siedschlag |  Investing.com | BR