Mercados de risco operam de forma contida, mas com viés mais para positivo, aguardando possível coletiva de Trump, que deve anunciar reabertura progressiva da economia americana e com diferenças entre regiões. O presidente americano acredita que a curva de contágio por lá já chegou ao pico e vai desacelerar.

 

Por Alvaro Bandeira

 

Leia também