Falar sobre sair da poupança pode parecer um absurdo para quem já fez isso e não se imagina mais tendo esse produto como uma opção de investimento. Por outro lado, a frase pode ser recebida com o mesmo espanto por 88% dos brasileiros que, em 2018, segundo pesquisa da Anbima, ainda deixavam seus recursos parados nela.

E qual o motivo de tantos brasileiros ainda acreditarem na poupança? O mesmo relatório indica que mais da metade dos brasileiros pensa primeiro na poupança quando se fala em produtos de investimento. No entanto, ainda resta um grande percentual que conhece outros produtos.

Mas o que impede que quem aplica seus recursos nela, a deixe de lado? Com certeza não é a rentabilidade, visto que, com a taxa Selic igual ou abaixo de 8,5% ao ano, por regra, a poupança pode render no máximo 70% desse indicador + TR. Sem fazer qualquer cálculo já é possível imaginar o quão baixa é essa rentabilidade, mas, para deixar ainda mais claro, vamos calcular.

A taxa Selic hoje, no início de dezembro, está a 2% ao ano e a TR (Taxa Referencial), desde setembro de 2017, está em 0%. Assim, o rendimento nominal, ou seja, desconsiderando o efeito inflacionário atual da poupança, é de 1,4% ao ano ([2 x 70%] + 0%).  

Por isso, nós temos um palpite: é possível que muitos ainda se prendam à poupança pela falsa segurança que ela oferece, visto que, além de muito conhecida, tem cobertura do FGC sobre aplicações de até R$ 250 mil por CPF e banco. Mas por que “falsa segurança”? Como nós vimos, a taxa de rendimento nominal é baixa, no entanto, quando calculamos o efeito que a inflação tem, esse rendimento pode ser até mesmo negativo.

Ou seja, um rendimento que perde para a inflação faz com que seu dinheiro perca o valor de compra. Mas e se dissermos que o modalmais vai trazer para você uma solução para esse problema?

Pois bem, nós vamos ajudar você a sair da poupança com muito mais segurança! Entre os meses de dezembro de 2020 e janeiro de 2021 nós do modalmais não convidaremos, mas desafiaremos você a sair de uma vez por todas da poupança com o Desafio dos 90 dias.

Sabemos que o seu dinheiro é importante, por isso precisa estar em segurança e render de verdade. Para isso nós vamos mostrar o jeito certo de investir, e o melhor: você verá como é simples e prático aderir a esse desafio. Na primeira semana, você conhecerá um produto que, em 90 dias, fará com que seu dinheiro tenha mais que o dobro de rentabilidade da poupança e ainda com a proteção do FGC.

A solução da qual estamos falando é o CDB Modal a 200% do CDI. Isso mesmo que você leu. Parece loucura, mas isso é apenas uma das formas que o modalmais buscou para fazer o melhor pelo seu dinheiro. E como nós falamos, para aplicar nesse CDB é muito fácil e nós mostraremos o passo a passo.

 

Como participar do Desafio 90 dias

Primeiro, você precisa ter uma conta no modalmais. Se ainda não tem, você pode abrir uma em nosso aplicativo disponível para Android e iOS. Feito isso, envie da conta em seu banco, o valor que pretende investir – a partir de R$1 mil – sem gastar nada via Pix, para começar a dar valor ao seu dinheiro desde a transferência. Dessa forma, o recurso chegará em sua conta no modalmais em, no máximo, dez segundos!

Então, acesse sua conta no modalmais, pelo site, clique no menu à esquerda em “Investir > Renda Fixa” e busque na lista por CDB Modal – 200,00% do CDI 90 dias. Agora é só clicar no carrinho ao lado e, na página seguinte, digitar o valor que irá investir e sua assinatura eletrônica no campo abaixo. Pronto, um dia útil após esse processo, você começará a ver o seu dinheiro render de verdade.

 

E aí, aceita o desafio?