Essa semana você deve ter ouvido e lido sobre o movimento de Short Squeeze ocorrido com os papéis de GameStop. Mas, antes de entender esse movimento, é importante saber quem é essa empresa.

A GameStop é uma varejista tradicional, fundada em 1996, que possui como principal negócio a venda de videogames em lojas físicas nos Estados Unidos.

No entanto, por diversos motivos, em especial por conta do avanço da Covid-19 e o consequente confinamento promovido pelo distanciamento social, as ações da empresa vinham sofrendo uma forte queda nos últimos tempos.

Assim, fundos e grandes investidores decidiram abrir posições Short, ou seja, alugarem papéis da empresa para abrirem posições de venda, posteriormente recomprá-las a um preço inferior e, assim, lucrar com a operação.

No entanto, com o objetivo de evitar que o movimento de queda continuasse, um grupo de investidores reunidos em fóruns do Reddit, decidiram se juntar para comprar as ações, o que, entre outros fatores, elevou o preço delas.

Com isso, os investidores e fundos que estavam em posições Short, tiveram que recomprar as ações, zerando suas posições antes do esperado, a preços superiores aos das vendas realizadas, o que fez com que acumulassem grandes prejuízos. E é esse movimento que é classificado como Short Squeeze: quando há muitas posições Short e o preço do papel sobe, obrigando quem está nessa posição, a comprar as ações.

Leandro Martins explica, que esse movimento de compra – tanto dos investidores menores, quanto dos grandes players do mercado que se viram obrigados a zerarem suas posições de venda – elevou ainda mais os preços das ações, que, em um mês subiu mais de 800%. Isso ainda levou a SEC (equivalente à CVM) a investigar o ocorrido.

Se você gostou deste artigo e quer continuar recebendo dicas sobre investimentos, assine a nossa newsletter. Dessa forma, você será informado sempre que publicarmos um novo conteúdo.

Ainda não é Cliente? Abra a sua conta no Modal Banco Digital do Investidor