Dia pode ser melhor

Feriado em Nova York ontem, dia do Veterano, mercados operaram em larga queda, com o Dow Jones perdendo 2,32% e Nasdaq com -2,78%. A Bovespa até teve bom comportamento com queda de 0,14% e índice em 85.524 pontos. O dólar encerrou cotado a R$ 3,76%, em alta de 0,57%.

Segundo o presidente Donald Trump, a perseguição democrata ao presidente está prejudicando o desempenho do mercado americano. Na China, novos empréstimos expandiram menos que o previsto em 697 bilhões de yuans (previsão era 843 bilhões de yuans) e a base monetária em alta anual de 8,0%, de previsão de +8,3%. O governo chinês reafirmou que segue abrindo a economia do país.

Nesse sentido, destacamos o call entre Steven Mnuchin (secretário de Trump) e Liu He (vice 1º ministro chinês) com retomada do diálogo comercial e preparação do encontro de Trump e Xi Jinping, por ocasião da reunião do G-20 na Argentina. No Reino Unido, Theresa May anunciou que as negociações do Brexit estão na reta final. Hoje mercados com encerramento misto na Ásia, Europa com alta razoável, mas perdendo força e futuros do mercado americano em alta. Ontem a queda foi forçada por reduções anunciadas pela Apple de compras de fornecedores, mostrando que as vendas encolheram.

Na Alemanha a inflação medida pelo CPI de outubro ficou em 0,2%, e taxa anualizada de 2,5%. O índice Zew de expectativas econômicas de novembro caiu para -24,1 pontos e o de condições atuais encolheu para 58,2 pontos, de previsão de 65 pontos. No Reino Unido, a taxa de desemprego do trimestre encerrado em setembro foi de 4,1%.

No mercado, o petróleo WTI negociado em NY tem mais um dia de forte queda de 1,80%, com o barril cotado a US$ 58,85. O euro mostrava alta para US$ 1,123 e notes americanos de dez anos com taxa de juros de 3,16%. O ouro em queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas com comportamento misto na bolsa de Chicago.

No cenário local, Bolsonaro embarcou para encontros em Brasília e pode anunciar novos nomes de sua equipe. Joaquim Levy foi confirmado para a presidência do BNDES, mesmo tendo sido ministro de Dilma. O PL da cessão onerosa pode ser votado no próximo dia 20 de novembro e seria bom para equilibrar melhor o déficit fiscal de 2019. Com relação à reforma da Previdência, Onix Lorenzoni acha pouco provável ser votada ainda nesse ano, e Bolsonaro parece concordar com essa visão.

Na sequência dos mercados, ainda no cenário local, a expectativa é de juros em alta e dólar mais fraco. Bovespa recuperando parte das perdas recentes, mas vai precisar de fluxo sendo canalizado.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Sócio e Economista-Chefe modalmais