Um dos pontos mais importantes para conseguir melhorar sua vida econômica e ter cada vez mais tranquilidade financeira, é saber lidar com as inúmeras despesas que fazem parte do dia a dia.

Para fazer isso de maneira correta, é necessário saber diferenciar cada tipo de despesa e traçar estratégias para seu orçamento.

Dentre as mais diversas contas que temos que pagar, existem algumas que se encaixam nas chamadas despesas fixas. Neste texto, explicamos como perceber quais são as suas e de que forma lidar com elas para evitar problemas financeiros. Acompanhe!

O que são despesas fixas?

Antes de qualquer coisa, é importante compreender o que são essas despesas. Afinal de contas, sem saber identificar esse tipo de gasto, não é possível adequar práticas e hábitos para lidar com elas da melhor maneira.

Nesse sentido, podemos compreender que despesas fixas são aquelas que não tendem a variar, ou ao menos não apresentam uma grande alteração ao longo do tempo.

São contas e gastos que aparecem com frequência e valor determinados no cotidiano, sejam pessoais, sejam de determinada empresa.

Em outras palavras, essas despesas não têm a ver com o aumento ou a diminuição do consumo. Elas estarão presentes, pois representam, na maioria das vezes, a manutenção do básico. A seguir, listamos algumas das despesas fixas mais comuns:

  • conta de aluguel — caso você precise pagar aluguel, seja para morar, seja para ter um local fixo para seu negócio, essa será uma despesa constante em seu orçamento;
  • taxa de condomínio — se você mora em um condomínio, todos os meses, também terá de arcar com essa despesa;
  • mensalidade de internet — ninguém mais vive sem internet, seja para trabalhar, seja para se divertir. Essa é mais uma das despesas que serão constantes em suas contas;
  • assinatura de tv e streaming — se você é uma pessoa que consome séries, programas de tv e filmes, com certeza, terá de lidar com a mensalidade dos serviços de assinatura;
  • plano de celular — outra despesa fixa presente na vida da maior parte das pessoas é a mensalidade do plano de celular. O smartphone é, na maior parte dos casos, indispensável. Isso faz com que tenhamos de lidar com a conta do plano;
  • empréstimo ou financiamento — se você está financiando sua casa própria, por exemplo, terá de lidar com as parcelas dessa dívida, ainda que em determinado momento ela acabe. Enquanto isso não acontece, trate o valor como gasto fixo.

As características mais importantes das despesas fixas é que elas são indispensáveis – não dá para dispensá-las – e invariáveis, ou seja, elas não oscilam.

A menos que exista reajuste (como em planos de telefone, internet etc.), o valor cobrado será sempre o mesmo. Use isso para facilitar seu controle financeiro.

Como controlar as suas despesas?

Entender os conceitos das despesas é fundamental para que você desenvolva inteligência financeira e evite descontroles. Infelizmente, é comum que muitas pessoas percam o domínio de suas economias por não saber organizar as contas.

Nesse sentido, é indispensável reconhecer suas despesas, tanto fixas quanto variáveis, e traçar estratégias e métodos para lidar com elas de forma que não atrapalhem sua vida financeira.

A seguir, listamos algumas dicas de como fazer isso. Acompanhe!

Organize seus gastos

Antes de tudo, é fundamental que você reconheça todos os seus gastos. Sem saber para onde vai seu dinheiro, não será possível tomar controle dele.

Para isso, faça uma lista ao longo do mês (pode ser em algum programa de computador, aplicativo de celular ou manualmente), anotando tudo aquilo que gastou ao longo do mês. Anote tanto o valor quanto o motivo do gasto.

Depois que fizer essas anotações, estabeleça suas prioridades, dividindo-as em despesas fixas e variáveis. Assim, você poderá perceber os valores que são frequentes, os esporádicos e aqueles que podem variar.

Reflita sobre quais são essenciais e quais não são

Depois de compreender quais são os gastos e seus tipos, preste atenção e reflita sobre quais desses valores são realmente necessários e de quais você pode abrir mão.

Lembre-se de que as despesas fixas serão cobradas todos os meses. Se você contratou algum serviço, mas usou ele poucas vezes, talvez seja interessante abrir mão dele.

É importante entender que nem todo gasto fixo que você tem é, necessariamente, essencial, enquanto algumas despesas variáveis (como conta de água e luz), podem ser.

Portanto, analise bem a forma como gasta seu dinheiro e reflita o quão importante de fato são esses compromissos que geram tais gastos.

Qual é o peso das despesas fixas no seu bolso?

Somente você pode responder essa pergunta. De qualquer forma, as despesas que não variam, apesar de poderem ter um peso grande, são mais fáceis de serem calculadas.

Isso significa que, dentro de sua estratégia financeira, elas têm um papel central. É necessário que sua renda seja maior que seus gastos. Para perceber essa diferença, as despesas fixas são fundamentais.

Como ter uma reserva de emergência?

Agora você já sabe como identificar suas despesas que são fixas e como lidar com elas dentro de seu orçamento. O próximo passo para ter uma vida financeira tranquila é traçar meios para fazer uma reserva de emergência.

Ninguém gosta de imprevistos, mas eles existem. Imagine que um gasto inesperado surge, e, por conta dele, você não tem mais como pagar suas despesas fixas. Esse será um grande problema.

Por conta disso, é parte fundamental da educação financeira buscar fazer uma reserva. Confira as dicas a seguir para organizar a sua.

Comece o quanto antes

Quanto mais cedo você começar a se preocupar em guardar determinada quantia para momentos de imprevisto, melhor será. Faça isso com quantias possíveis, que caibam dentro do seu orçamento.

Tenha constância

Entenda que mais do que alocar grandes quantias de dinheiro em sua reserva, o importante é manter-se sempre poupando, mesmo que pouco a pouco. Tornando isso um hábito, aos poucos, você terá uma boa quantia guardada.

Faça investimentos

Por último, mas não menos importante, é necessário saber onde fazer sua reserva de emergência. Nesse sentido, uma dica é procurar por investimentos seguros e que possam ser resgatados imediatamente, caso necessário. Uma boa opção, nesse sentido, é o tesouro direto, em especial, o título atrelado à Selic.

Compreender o que é uma despesa fixa e como lidar com ela é fundamental para conquistar saúde financeira e não ter problemas com suas economias.

Além de saber identificar esse tipo de gasto, é importante compreender de que forma ele pesa em seu orçamento e notar se existe a possibilidade de reduzi-lo.

Por último, mas não menos importante, é necessário traçar estratégias para evitar que imprevistos prejudiquem suas economias. Nesse sentido, saber como investir em uma reserva de emergência é a melhor opção.

Quer saber mais sobre como lidar com seu dinheiro e administrá-lo da melhor maneira possível, sem precisar passar por problemas financeiros? Então, confira nosso texto sobre como fazer seu próprio salário.