Inflação desacelerou na 2ª semana/setembro para 0,27%. Alimentos maior responsável