Agenda

Açúcar e Etanol

Após dez anos, a União Européia irá produzir sua primeira safra livre de cotas, turbinando sua produção para a safra 2017/18 e voltando a ser um player global. A produção de beterraba, matéria-prima do açúcar na região, ainda vai levar três meses para ser iniciada, mas a Safras & Mercado prevê uma produção de 18,318 milhões de toneladas, 10% a mais que a safra atual. O cultivo tem previsão de expansão de 11% de área, alcançando 1,575 milhão de hectares e a expectativa é que no curto prazo as exportações cheguem a 2 ou 3 milhões de toneladas.

Uma nova rodada de liquidação de posições de fundos pressionou o mercado de açúcar. Segundo dados da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC, na sigla em inglês) na terça-feira (22) a posição comprada de fundos era de 176.851 contratos, 18,8% abaixo da terça-feira anterior (15). Hoje (02) sairá um novo relatório divulgando a posição do dia (29). Ontem na Bolsa de NY os contratos mar/17 fecharam a US$ 19,36, queda de 2,27% e mai/17 a US$ 18,89, queda de 1,97% No mercado interno o açúcar cristal em São Paulo ficou em R$ 93,93 a saca de 50kg, baixa de 0,59%.

Grãos

A demanda mais fraca pela soja americana pressionou as cotações da oleaginosa na Bolsa de Chicago. Segundo dados do USDA na semana encerrada dia 24 o volume de contratos de venda foi de 1,39 milhão de toneladas de soja, 26% abaixo da semana passada e 14% abaixo da média das últimas quatro semanas. Ontem o contrato de soja mar/17 fechou a US$ 1.039,00 o bushel, baixa de 0,22% e mai/17 a US$ 1.045,50, baixa de 0,33%. No mercado interno a soja em Paranaguá ficou em R$ 79,77 a saca de 60kg, baixa de 0,28%

A demanda pelo milho americano também foi mais fraca na semana, pressionando as cotações do cereal. Segundo dados do USDA foram fechados contratos para venda de 761,6 mil toneladas do cereal, 55% abaixo da semana passada e 50% abaixo da média das últimas quatro semanas. Os contratos de milho com vencimento mar/17 fecharam US$ 342,50, baixa de 1,72% e mai/17 a US$ 350,00, baixa de 1,62%. No mercado interno o milhou fechou em R$ 36,54 a saca de 60kg, alta de 0,14%.

Café

A instabilidade política no Brasil e a melhora de perspectiva da safra global 2016/17 pressionou as cotações do café arábica. Segundo a trading Marex Spectron a safra global irá registrar um superávit de 200 mil sacas. Com projeção de excedente de 5,8 milhões de sacas para o café arábica e déficit de 5,6 milhões de sacas de café robusta. Ontem na Bolsa de NY o contrato de café arábica par mar/17 fechou a US$ 144,90, baixa de 3,78% e mai/17 a US$ 147,20, baixa de 3,73%. O café arábica em São Paulo fechou a R$ 526,27 a saca de 60kg, baixa de 1,71%.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.valor.com.br//agro/4793891/commodities-agricolas
http://www.valor.com.br/agro/4793889/europeus-voltam-ganhar-forca-no-mercado-de-acucar
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077