Agenda

Açúcar e Etanol

Com a eliminação das cotas de produção de açúcar de beterraba na União Européia a consultoria S&P Global Platts projeta que o bloco irá produzir 18,3 milhões de toneladas entre set/17 e out/18, 1,7 milhão de toneladas a mais que a safra atual. O aumento total será puxado pela França e Reino Unido que representam 70% do aumento. Mesmo com o aumento da produção, os estoques no início da safra estão reduzidos e o bloco ainda irá importar a commodity. A projeção é que as importações alcancem 3 milhões de toneladas na safra 2017/18.

A China vem reduzindo consideravelmente suas importações e a Índia declarou que não importará mais açúcar esse ano, ambas as declarações pressionaram os contratos na Bolsa de NY. Sexta-feira os contratos mar/17 fecharam a US$ 19,12, queda de 1,24% e mai/17 a US$ 18,66, queda de 1,22% No mercado interno o açúcar cristal em São Paulo ficou em R$ 94,33 a saca de 50kg, baixa de 0,43%.

Grãos

Os EUA apresentam números de exportações da oleaginosa para a semana de 1,39 milhão de toneladas e as expectativas eram de 800mil a 1,9 milhão de toneladas. O volume exportado apresenta recuo de 26% com relação a semana passada e 14% abaixo da média das últimas quatro semanas. No acumulado da safra 2016/17 as exportações já chegam a 41,769 milhões de toneladas, 75% do total projetado para exportações de 55,79 milhões de toneladas. Com o plantio chegando a 99% da área de MT, produtores já se deslocam para a colheita e em algumas lavouras começará na semana do Natal. Com a aceleração do plantio dos 9,3 milhões de hectares, a AgRural estima que até final de janeiro 7 milhões de toneladas já sejam movimentadas no estado. Com isso terminando o mês com 20-25% da safra já colhida, um recorde para o período. Sexta-feira o contrato de soja mar/17 fechou a US$ 1.037,25 o bushel, baixa de 0,17% e mai/17 a US$ 1.044,50, baixa de 0,10%. No mercado interno a soja em Paranaguá ficou em R$ 80,08 a saca de 60kg, alta de 0,11%

Segundo o Imea as exportações de milho no estado de Mato Grosso devem desacelerar nos próximos meses, devido a menor disponibilidade do cereal no mercado pela quebra da segunda safra de milho e os altos preços internos, desestimulando as exportações. O Irã se mantém como o maior comprador do milho mato-grossense sendo responsável por 34,1% das exportações. Nos EUA, segundo dados do USDA o volume do cereal exportado na semana foi de 761,6 mil toneladas, abaixo das expectativas que eram de 900 mil a 1,2 milhão de toneladas. O principal comprador foi o Japão, e as exportações totais nos EUA somam 30,082 milhões de toneladas. Porém ainda pela expectativa de aumento de consumo de milho pela nova política da agência ambiental americana aumentando a mistura de etanol de milho na gasolina, as cotações se sustentaram. Sexta-feira os contratos de milho com vencimento mar/17 fecharam US$ 347,25, alta de 1,39% e mai/17 a US$ 354,25, alta de 1,21%. No mercado interno o milhou fechou em R$ 36,53 a saca de 60kg, alta de 0,11%.

Café

Em novembro as exportações do Vietnã somaram 2 milhões de sacas, com o acumulado no ano tendo alta de 37,7%, somando 27,33 milhões de sacas. Do lado oposto a Indonésia teve grande queda nas suas exportações comparado com 2015, indo de 5,385 milhões de sacas para 3,571 milhões de sacas. A quebra de safra de café robusta no Brasil esse ano, pela severa seca, reduziu em 25% a produção para 8 milhões de sacas. A indústria teve aumento nos seus custos de 50% e o governo teve que fazer leilões ao longo do ano, acumulando 45 mil toneladas leiloadas. São previstos novos leilões ainda esse ano e a indústria segue pressionando o governo para liberação de importação de café no Brasil, que hoje é proibido. Sexta-feira na Bolsa de NY o contrato de café arábica par mar/17 fechou a US$ 145,80, alta de 0,62% e mai/17 a US$ 148,20, alta de 0,68%.

Algodão

A alta do dólar, aumentando o preço dos insumos elevou o custo de produção do algodão em MT em 33,9% da safra 2014/15 para a 2016/17, atingindo uma média de R$ 8.927,70 por hectare. O vazio sanitário terminou dia 30 de novembro em MT, e a semeadura já teve início dia 1 de dezembro na região. A região Sul e Vale do Araraguaia em MT já iniciou a plantação que deve ir até 28 de fevereiro. Nas regiões norte e nordeste do estado a plantação deverá ser iniciada de 15 de dezembro a 28 de fevereiro. Nos últimos dias a retração dos vendedores valorizou o algodão no mercado interno. Entre 22 e 29 de novembro, o indicador Cepea/Esalq para o algodão em São Paulo subiu 1,76% cotado a R$2,6115/lp. Sexta-feira na Bolsa de NY os contratos mar/17 fecharam a US$ 71,04, alta de 0,20% e mai/17 fechou a US$ 71,53, alta de 0,27.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://archerconsulting.com.br/
http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=59&infoid=6003
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/imea-preve-queda-nas-exportacoes-mato-grossenses-de-milho-nos-proximos-meses-152904
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/usda-com-numeros-acima-do-esperado-vendas-de-soja-dos-eua-ja-passam-de-417-mi-de-t-152903
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/algodao-vendedor-recua-e-preco-interno-volta-a-subir-152901
https://www.agrolink.com.br/noticias/mt-soja-2016-17–janeiro-podera-ter-colheita-recorde_366125.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/custo-de-producao-do-algodao-sobe-33–em-tres-safras-em-mato-grosso–semeadura-comeca_366123.html
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico
http://www.valor.com.br//agro/4795693/commodities-agricolas

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077