Dólar X Real

Governo está voltando a ficar mais otimista com a economia, com a melhora da confiança e a liberação dos saques do FGTS. O governo espera que o Brasil cresça mais que os 0,5% previstos pelo mercado e talvez até mais que 1% segundo integrantes da sua equipe econômica. Meirelles também comenta que a receita estuda programa para diminuir o tempo gasto pelas empresas para preparar e pagar todo tipo de imposto, indo de 2.600h para 600h. Ambas as notícias são positivas para a economia e para o fortalecimento do real.

Açúcar e Etanol

Amanhã (7), o presidente da Argentina, Mauricio Macri virá ao Brasil para uma agenda oficial com o Temer. Uma das pautas é a retomada da agenda açúcar e etanol entre os países. A Argentina chega a importar açúcar da Colômbia que sequer é membro do Mercosul, e o objetivo é que o Brasil possa vir a suprir parte da demanda argentina por produtos derivados da cana-de-açúcar. O país também pretende aumentar seu consumo de combustível renovável, seguindo uma tendência global. A preocupação com a safra asiática de açúcar continua sustentando os preços na Bolsa de NY. A Tailândia, segundo maior exportador mundial, estima uma queda de 3% na produção de açúcar na temporada atual. Na Índia, a produção acumulada até o dia 31 soma 12,855 milhões de toneladas, 10% abaixo em comparação ao mesmo período do ano passado. Sexta-feira o contrato mar/17 fechou a US$ 21,11 alta de 2,73% e mai/17 fechou a US$ 20,91 alta de 1,95%. No mercado interno o açúcar cristal em São Paulo fechou a R$ 84,41 a saca de 50kg, queda de 0,5%

Grãos

Em Mato Grosso do Sul, quinto maior estado produtor de soja no país, a colheita foi iniciada oficialmente semana passada. Produtores ainda estão apreensivos com as chuvas constantes no estado que vem prejudicando a colheita e a estiagem que ocorreu na fase desenvolvimento da planta. Produtores ainda não conseguem medir se as adversidades climáticas prejudicaram a safra de soja na região e vamos acompanhar o andamento da colheita. A consultoria AgRural elevou sua estimativa para a produção de soja no Brasil, a estimativa divulgada em janeiro era de 103,1 milhões de toneladas e agora a nova projeção é de 105,4 milhões de toneladas. A empresa de análise privada Informa Economics também elevou sua projeção de 105 para 106,5 milhões de toneladas. Porém notícias prevendo fortes chuvas, principalmente no Centro-Oeste vem preocupando produtores, pois atrasariam a colheita na região, podendo gerar perda de produtividade. O mercado acompanha a safra de soja na América do Sul e as boas perspectivas pressionaram os contratos na Bolsa de Chicago. A Argentina que que estava tendo excessos de chuvas começa a apresentar uma região mais seca, enquanto no Sul do país onde o cenário era de seca, as chuvas aparecem, favorecendo as lavouras. Sexta-feira a soja para mar/17 fechou a US$ 1.027,00 queda de 0,99% e mai/17 fechou a US$ 1.037,25 queda de 0,95%. No mercado interno a soja em Paranaguá fechou a R$ 73,77 a saca de 60kg, recuo de 0,54%.

A previsão de chuva no Centro-oeste para os próximos 10 dias preocupa produtores, pois iria atrasar a colheita de soja e o plantio do milho segunda safra. O plantio da segunda safra de milho, “safrinha”, já atingiu 14% de área no Centro-Sul, em linha com o ano passado e acima dos 11% da média dos últimos cinco anos. Mato Grosso apresenta 28% de área plantada, ante 10% do ano passado. Já o Paraná apresenta apenas 7% de área plantada, ante 32% na safra passada. Sexta-feira os contratos de milho para mar/17 fecharam a US$ 365,25 queda de 0,61% e mai/17 a US$ 372,75 queda de 0,60%.

Café

Dados do Conselho de Exportadores de Café do Brasil apontam que na sexta-feira (3) foram embarcadas 66,433 mil sacas de 60kg de café arábica e 0,96 mil sacas de 60kg de café robusta, esse foi o primeiro embarque de robusta no mês. No acumulado do mês os embarques chegam a 119,210 mil sacas de café arábica, 5x mais que no mesmo período de dez/16 e 0,96 mil sacas de café robusta, no mês passado até essa data não haviam tido embarques de café robusta. A possibilidade de abertura do mercado brasileiro para a importação de café robusta do Vietnã e a desvalorização do dólar frente ao real deram sustentação aos contratos. O dólar mais fraco tende a desincentivar os produtores brasileiros em exportar a commodity sustentando as cotações. Sexta-feira o contrato mar/17 fechou a US$ 146,25 alta de 0,21% e mai/17 a US$ 148,70 alta de 0,13%.

Algodão

As especulações quanto o mercado de algodão, sendo previsto um aumento de consumo, vinha sustentando as cotações. Os fundos até o dia 31 mantinham um saldo líquido comprado de 93.519 contratos alta de 16% desde 3 de janeiro e essa alta posição indica risco de reversão das cotações, caso liquidem os contratos e realizem os lucros. Sexta-feira o contrato mar/17 fechou a US$ 76,41 queda de 0,65% e mai/17 a US$ 77,07 queda de 0,64%. No mercado interno o preço médio pago ao produtor na Bahia ficou em R$ 91,80 a @.

Borracha

As chuvas permanecem na Malásia, Indonésia e Tailândia. De acordo com o Departamento de Meteorologia da Indonésia as fortes chuvas e ventos atingem diversas regiões como o sul da Sumatra que é o maior produtor de borracha do país. Ontem o contrato mar/17 fechou a US$ 222,40 queda de 2,88% e mai/17 a US$ 228,60 queda de 3,01%.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.cecafe.com.br/dados-estatisticos/exportacoes-brasileiras/
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/clima-e-o-maior-vilao-da-safra-no-mato-grosso-do-sul-154759
https://www.agrolink.com.br/noticias/agrural-eleva-previsao-da-safra-de-soja-para-recorde-de-105-4-mi-t_369332.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/safra-de-soja-16-17-do-brasil-deve-superar-105-mi-t–marcando-novo-recorde_369331.html
http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/colheita-da-soja-atinge-10-da-area-no-brasil-puxada-por-mt.ghtml
http://www.valor.com.br/agro/4858416/argentina-e-brasil-preveem-retomar-agenda-em-acucar-e-etanol
http://www.valor.com.br/agro/4859552/commodities-agricolas

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077