AGENDA

AÇÚCAR E ETANOL

Nesta terça-feira o setor de etanol dos EUA teve motivos para comemorar. Uma proposta levada ao Departamento de Agricultura e Mercado de NY que previa o aumento de 10% para 15% de etanol misturado a gasolina foi aprovada. O aumento da mistura era crucial para indústria de etanol nos EUA, que prevê uma quantidade recorde do combustível para a temporada 2016/17. A proposta também é uma vitória para os consumidores que terão o acesso a combustíveis mais limpos. No Brasil, a região de Piracicaba-SP teve sua colheita adiantada em 45 dias, o clima seco e com poucas chuvas favoreceu a antecipação. Nesse ano a safra começou em 1º de abril e deve se estender até no máximo a primeira semana de novembro. A estimativa é que sejam colhidos 25 milhões de toneladas de cana, sendo 55% destinado ao açúcar e 45% ao etanol. A antecipação tem impacto negativo aos trabalhadores que são dispensados mais cedo e tamém foi verificado a queda no ATR. A prosutividade foi menor que a da safra passada, chegando a 15% de queda devido a quebra das plantas.

GRÃOS

Novamente a Conab reduz a estimativa da safra de grãos em 2015/16, sendo puxada pela queda de produtividade de soja e milho. Apesar do aumento da área de soja, a commodity teve problemas com clima e atrasos no plantio, a safra esta estimada em 95,4 milhões de toneladas, 0,8% menor que período anterior. No caso do milho na primeira safra houve diminuição de área plantada, mas a segunda safra houve incremento de 10,3%, mas o estresse hídrico provocou uma queda de produtividade de 27,4% em relação ao período anterior. A Conab reduz a sua estimativa safra de grãos de 188,1 milhões de toneladas para 186,4 milhões de toneladas, se realizada será um volume 10,3% menor que a safra 2014/15.


O Estado de MT teve queda de 8,293 milhões de toneladas na safra 2015/16 em comparação com a safra passada. É a maior baixa histórica no estado, desde a criação da série histórica em 2007/08. O milho segunda safra foi a commodity que apresentou menor produtividade, tendo uma queda de 34% de 6,056 kg/ha para 3.999 kg/ha. Ontem na Bolsa de Chicago os sinais de demanda mais aquecida pela soja americana e previsões de 10 dias de chuva no Meio-Oeste americano, atrapalhando os trabalhos no campo, impulsionaram as cotações da oleaginosa. Os contratos nov/16 fecharam a US$ 9,755 o bushel, alta de 15,75 centavos.

CAFÉ


A Cooxupé, maior cooperativa de café arábica do Brasil, divulgou que seus cooperados já alcançaram 94,25% da área total na semana encerrada dia 2 de setembro. Com a colheita praticamente encerrada, produtores voltam suas atenções para a próxima safra que será prejudicada pelas recentes geadas em julho e o tempo seco que atingiu as lavouras em MG. A próxima safra também será mais fraca pela binualidade do ciclo do café. O mercado de cápsulas de café no Brasil cresce a “dois dígitos” por ano, e a Nestlé vem trabalhando no desenvolvimento de novos blends. Há pouco menos de um ano foi inaugurada em Montes Claros, uma unidade de cápsulas Dolce Gusto que teve investimento de R$220 milhões. Todas as cápsulas produzidas na fábrica são de cafés 100% brasileiros e do seu portifólio de 22 bebidas, 10 são variedades de cafés expressos. O avanço do mercado é tão expressivo, que em 2015 a categoria cresceu 50% no Brasil. Ontem na Bolsa de NY, os dados divulgando uma menor safra de café no Brasil para 2015/16, receios com a safra 2016/17 e perspectiva de aumento da demanda global pela commodity impulsionaram os contratos de café. O vencimento dez/16 fechou a US$1,551 a libra-peso, alta de 135 pontos. No mercado interno o café arábica ficou estável a R$ 498,62 a saca.

ALGODÃO


Custos para transportar algodão de Sinop e Sorriso registram queda A Missão Compradores 2016, realizada pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), teve o objetivo de promover o algodão brasileiro para o mercado externo. A visita foi composta por 11 representantes de empresas asiáticas, grandes consumidoras de algodão e percorreram os três maiores estados produtores: Mato Grosso, Bahia e Goiás. Já nos EUA as chuvas nas lavouras da Georgia, que estão em desenvolvimento deixaram os investidores apreensivos. As lavouras se encontram em desenvolvimento, e a forte tempestade pode ter afetado as maças (parte sensível do algodão) que já estão abertas. Os contratos dez/16 fecharam a US$ 69,54 centavos de dólar por libra-peso, alta de 30 pontos.

Fonte
https://www.agrolink.com.br/noticias/colheita-de-cafe-dos-cooperados-da-cooxupe-atinge-94-25–da-area-total_361081.html
http://www.valor.com.br/agro/4702183/ampliacao-de-fabrica-de-capsulas-em-mg-ja-esta-no-radar-da-nestle
http://www.valor.com.br/agro/4702177/commodities-agricolas
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/estiagem-antecipa-safra-de-cana-em-45-dias-na-regiao-de-piracicaba-sp-149390
http://www.valor.com.br/agro/4701151/conab-reduz-novamente-estimativa-para-safra-de-graos-em-201516
http://www.valor.com.br/agro/4702175/safra-brasileira
https://www.agrolink.com.br/noticias/mato-grosso-tem-quebra-de-8-mi-de-toneladas-apos-sucessivos-recordes-de-producao_361074.html

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077