Modal Commodities – Spread Indicativo do Dia

Dolar X Real

Na entrevista de Temer para o Globo, o presidente relata que espera já ter 320 votos para a Reforma da Previdência nas próximas semanas. A perspectiva é que se vote o primeiro turno até final de maio, sendo necessário pelo menos 308 votos para passar a Reforma. Maia se mostra confiante e diz ter “certeza” que a Reforma será aprovada.

Açucar e Etanol

Dados da Unica estimam uma safra mais açucareira no país, com o aumento do percentual para a produção de açúcar em detrimento do etanol. A Conab prevê que a produção de açúcar atingiu 42,9% na segunda quinzena de abril no Centro-Sul do país, acima dos 42,3% de expectativa do mercado. O contrato jul/17 fechou a US$ 15,63 queda de 1,33% e out/17 a US$ 15,96 alta de 1,12%. No mercado interno o açúcar cristal em São Paulo fechou a R$ 76,29 a saca de 50kg, queda de 0,61%.

Grãos

Ontem (11) a Conab divulgou o 8º Levantamento da Safra de Grãos e consolidou o crescimento da área plantada em 1,8% comparado a safra passada. A produtividade teve alta 16,3% ante a safra passada para 3,338 mil kg/ha. A estimativa para a produção de soja no país na safra 2016/17 é de 113,013 milhões de toneladas, alta de 18,4% em comparação a safra passada. O órgão estima que a produção mundial em 345,97 milhões de toneladas, alta de 1,52% em relação a estimativa anterior. Os dados altistas para a produção de soja nos EUA com estimativa de 115,8 milhões de toneladas na safra 2017/18 e para o Brasil de 107 milhões de toneladas na safra 2017/18 pressionaram as cotações. Na Bolsa de Chicago, a soja jul/17 fechou a US$ 966,25 queda de 0,41% e ago/17 a US$ 968,00 queda de 0,33%.



Dados da Conab revisaram para cima a área estimada para o milho primeira safra com incremento de 3,4%, a alta é puxada pela região Centro-Sul com alta de 6,1%. Para o milho segunda safra a região Centro-Oeste, principal produtora nacional, está estimado um incremento de área de 9,7% em relação à safra passada. A área total prevista no país é de 17,244 mil hectares, alta de 8,3%. Para a produtividade total se é esperado 5,383 kg/ha, alta de 28,8%. Para a produção total de milho no país se é previsto uma produção de 92,832 milhões de toneladas, alta de 39,5% em relação à safra passada. Safra passada tivemos uma quebra do milho segunda safra no país pela seca principalmente no Centro-oeste, maior produtor nacional de milho. O enfraquecimento da demanda mundial pelo milho americano pressionou as cotações. Dados do USDA revelam que na semana encerrada dia 4 (quinta-feira) foram embarcadas 222,6 mil toneladas, 64% menor que o volume da semana anterior e 66% da média das últimas quatro semanas. Na Bolsa de Chicago, o milho mai/17 fechou a US$ 360,50 queda de 1,30% e jul/17 fechou a US$ 369,25 queda de 1,20%.

Café

A Colômbia atinge 4,4 milhões de sacas de 60kg de café produzidas entre janeiro e abril, alta de 4,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Até o momento na safra 2016/17, iniciada em outubro 2016, a produção no país aumentou 5,1% chegando a 8,8 milhões de sacas. O contrato de café arábica set/17 fechou a US$ 131,90 queda de 1,79% e ago/17 fechou a US$ 136,65 queda de 1,69%.

Algodão

A Conab estimou em seu levantamento redução de 1,6% de área total plantada de algodão em pluma no país chegando a 939,7 mil hectares. Porém com ganho de 17,3% em produtividade para 1,584 kg/ha, incrementando a estimativa de produção que chega a 1,488 milhões toneladas. O Comitê Consultivo Internacional do Algodão (Icac) prevê uma produção mundial de pluma na safra 2016/17 mundial de 22,76 milhões de toneladas, alta de 8% e para safra 2017/18 alta de 11,9%. A demanda firme pelo algodão americano sustentou as cotações da pluma ontem (11) na Bolsa de NY. Dados do USDA apresentam um embarque de 35,68 mil toneladas de algodão na semana encerrada dia 4, alta de 5% em comparação a semana anterior. Estimando-se uma exportação total de 3,15 milhões de toneladas na safra 2016/17, alta de 3,57%. O contrato de jul/17 fechou a US$ 79,18 alta de 3,52%.

Equipe:

Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934 | 55 21 3035 4300
São Paulo 55 11 2106 688 | 55 11 3525 6600
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/17_05_11_14_23_14_boletim_graos_maio_2017.pdf
http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=59&infoid=6414
http://www.valor.com.br/agro/4966236/commodities-agricolas
https://oglobo.globo.com/brasil/precisamos-de-320-votos-para-votar-reforma-da-previdencia-terei-diz-temer-1-21328903?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=newsdiaria
http://www.blogdokennedy.com.br/maia-diz-ter-certeza-de-que-reforma-da-previdencia-sera-aprovada/

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077