Agenda

Açúcar e Etanol

Os baixistas cantam vitória antes do tempo já prevendo que o superávit mundial de açúcar virá em dois anos, que a Índia terá uma produção de 29 milhões de toneladas e outros fundamentos que preveem uma maior oferta da commodity nos próximos anos. Mas antes, para esse cenário se realizar, precisamos aguardar os meses de janeiro e fevereiro para termos maiores detalhes quanto a produtividade da safra brasileira. Os canaviais estão envelhecidos, tivemos baixo investimento nas usinas, pois com os lucros da alta da commodity a prioridade foi se desalavancar. Com isso permanecemos atentos nos próximos meses.

O Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defendeu a construção de usinas de etanol de milho, para a produção do etanol a base do cereal em momentos de queda nas cotações do milho. Com isso dando uma saída para os produtores de Mato Grosso em tempos de queda acentuada nos preços do cereal. Sexta-feira os contratos mar/17 fecharam a US$ 19,24, queda de 1,08%, alta de 12 pontos comparado a semana passada e mai/17 a US$ 18,78, queda de 0,95%, com exceção a mar/17, os outros contratos fecharam a semana inalterados com relação a outra semana.

Grãos

Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral) os produtores de soja paranaense venderam apenas 13% da próxima safra 2016/17 que será colhida começo do ano que vem, contra 33% de venda no mesmo período do ano passado. O baixo volume de vendas futuras indica que o produtor esta capitalizado e aguarda melhores preços. A previsão é de que o Paraná colha uma safra recorde de 18,3 milhões de toneladas, 11% a mais que na safra 2015/16, mesmo com a diminuição de 1% de área plantada, que deve ficar em 5,23 milhões de hectares. O plantio de soja no Brasil já tinge 95% da área total prevista segundo dados da consultoria AgRural, com o plantio já finalizado na região centro-oeste. O Relatório do USDA divulgado sexta-feira apresentou estoques finais no EUA em 480 milhões de bushels, 10 milhões de bushels acima das expectativas do mercado. O consumo ficando em 330,09 milhões de toneladas, 4,54% acima do apontado para o ciclo anterior e deu sustentação a alta da commodity. Sexta-feira o contrato de soja mar/17 fechou a US$ 1.048,50 o bushel alta de 1,04% e mai/17 a US$ 1.056,25 o buhel. No mercado interno a soja em Paranaguá ficou em R$ 79,06 a saca de 60kg, alta de 0,30%.

A plantação de milho no Paraná também está com boas perspectivas com a área voltando a crescer após quatro anos, chegando a 490 mil hectares de área plantada, 18% a mais que a safra 2015/16. A estimativa é que a safra chegue a 4,3 milhões de toneladas, 30% a mais que a anterior. O Relatório do USDA divulgado na sexta-feira manteve inalterado as estimativas de estoque doméstico de milho, em 2.403 milhões de bushels, 10 milhões de bushesl abaixo da expetativa média do mercado, também mantendo estáveis as estimativas de consumo. No cenário global o Relatório aumenta os estoques finais com uma maior produção do Brasil e Austrália. A forte demanda pelo cereal norte americano deu sustentação ao cereal sexta-feira na Bolsa de Chicago. Sexta-feira os contratos de milho com vencimento mai/17 fecharam US$ 366,25.

Café

Em encontro semana passada, na sexta (09) em Londres representantes do Brasil e órgãos internacionais discutiram políticas internacionais do setor cafeeiro, como uma das pautas as mudanças climáticas e inclusão de jovens no setor. O Brasil é o maior produtor de café no Mundo, colhendo por ano cerca de 43 milhões de sacas de 60kg. Ontem na Bolsa de NY o contrato de café arábica para mar/17 fechou a US$ 139,35, queda de 1,45% e mai/17 a US$ 141,65, queda de 1,46%.

Algodão

Com uma condição de crédito escasso no mercado de algodão no Brasil, a consultoria Céleres prevê uma menor área plantada da commodity na safra 2016/17, 8% menor que a última estimativa chegando a 928 mil hectares, a nova previsão também é 4% menor que a safra passada. O Relatório divulgado sexta do USDA prevê uma produção americana maior do que esperado pelo mercado, chegando a 3,59 milhões de toneladas na safra 2016/17, ante 3,54 milhões de toneladas que era a previsão do mercado. Caso confirmada a safra será 28,16% acima do observado na temporada passada. A expectativa de maior produção pressionou os contratos na sexta-feira na Bolsa de NY. Os contratos mar/17 fecharam a US$ 70,80, queda de 0,87%. No mercado interno, o preço médio pago ao produtor na Bahia ficou em R$ 87,09 a arroba.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://archerconsulting.com.br/
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/safra-2016-2017-pouca-venda-de-soja-indica-que-produtor-esta-capitalizado-diz-agricultura-153208
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/celeres-reduz-previsao-de-plantio-de-algodao-no-brasil-em-2016-17-153207
https://www.agrolink.com.br/noticias/milho-volta-a-subir-com-forte-demanda-nos-eua—analise-agrolink_366542.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/usda-mantem-projecoes-de-estoques-finais-de-soja–milho-e-trigo-dos-eua-em-2016-17_366521.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/plantio-de-soja-2016-17-atinge-95–da-area-total-e-producao-e-revisada-para-cima–diz-agrural_366532.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/clima-e-necessidade-de-novos-produtores-sao-desafios-do-setor-cafeeiro_366530.html
https://www.jornalcana.com.br/ministro-da-agricultura-defende-etanol-de-milho-como-alternativa-em-mt/
http://www.valor.com.br/agro/4801821/commodities-agricolas

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077