AGENDA

DADOS CONAB

AÇÚCAR E ETANOL

Segundo o 2º Levantamento de Safra de Cana de Açúcar 2016 divulgado ontem pela CONAB, teremos para a próxima safra um aumento de área plantada de 8.654 milhões de hectares para 8.973,20, incremento de 3,7%, também teremos aumento na produção de 2,9%, porém uma queda na produtividade, variando negativamente 0,8%. Com as altas cotações, a Conab prevê aumento de cana destinada ao açúcar e produção da commodity. Os dados também sinalizam uma redução da produção de etanol, puxado pela queda na produção de hidratado, pelos melhores preços do seu concorrente, a gasolina. Ontem na Bolsa de NY, após três sessões seguidas de alta, os contratos fecharam com forte queda. Os dados da CONAB prevendo uma maior produção de açúcar na próxima safra no Brasil e a valorização do dólar frente ao real, favorecendo as exportações, impulsionaram a queda. Os contratos para mar/17 fecharam a US$20,21 centavos de dólar a libra-peso, queda de 53 pontos. No mercado interno, o açúcar cristal fechou a R$ 86,04, recuo de 0,54%.

GRÃOS

Segundo boletim Casa Rural da Federação de Agricultura e Pecuária do estado de Mato Grosso do Sul (Sistema Famasul), 19,94% da próxima safra, que será iniciada em 15 de setembro, já foi comercializada O boletim estima uma safra de 7,2 milhões de toneladas, ante 7,4 milhões de toneladas colhidas na safra atual. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) as exportações no estado de Mato Grosso somaram US$ 9,289 bilhões até julho desse ano, 16,54% superior ao mesmo período do ano passado. Desse valor a soja em grão é responsável por 56,32% do montante gerado, US$ 5,231 bilhões, aumento de 13,62% comparado ao ano passado. A China se mantém como maior importador, sendo responsável por 37,37% do total exportado. A demanda firme de exportação de soja americana para a China, com mais um embarque de 381 mil toneladas ontem e a possibilidade de algum clima adverso nas lavouras dos EUA, sustentaram a leve alta na Bolsa de Chicago. Os contratos nov/16 fecharam a US$ 10,16 por bushel, alta de 8,75 centavos. No mercado interno a saca no Paraná ficou em R$ 79,46, alta de 2,94%.

CAFÉ


Ontem o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), uma das cinco instituições privadas que integram o Conselho Deliberativo da Política do Café, divulgou seu Relatório Mensal Julho 2016. Como destaque vimos o aumento da representatividade do café diferenciado nas exportações. O café diferenciado tem qualidade superior e algum tipo de certificado em práticas sustetáveis e representou 20% das exportações no mês de julho, esses cafés alcançam em média preços 27,4% superiores ao café verde convencional exportado. As maiores exportações do café brasileiro foram para os EUA (23,4% dos embarques), seguido da Alemanha (18%). O Relatório também diminui suas projeções de produção mundial da safra 2015/16 de 144,7 milhões para 143,3 milhões de sacas de 60kg, motivado pela redução acentuada na produção no México por ferrugem. As cotações do café arábica ontem na Bolsa de NY cederam, motivado pelos dados divulgados aumentando os estoque de café verde nos EUA em 97,9 mil sacas. Outro fator que motivou a queda foi a valorização do dólar frente ao real, motivando as exportações de café pelos produtores brasileiros (maior fornecedor global do grão), que aumenta a rentabilidade das exportações. Os contratos dez/16 fecharam a US$ 1,3810 por libra peso, queda de 265 pontos.

ALGODÃO


Segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) a produção de algodão para a safra 2015/16 deverá ter uma queda de 20% na comparação com o potencial produtivo. O Brasil deverá produzir 1,2 milhão de toneladas da pluma, para a safra atual que caminha para o seu fim, ante 1,5 milhão de tonelada na projeção inicial e 1,35 milhão da atual projeção do governo. As quedas são motivadas por problemas climáticos acima do esperado em Mato Grosso e Bahia.

Fontes:
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico
https://www.jornalcana.com.br/conab-safra-de-cana-de-acucar-e-estimada-em-68477-milhoes-de-toneladas/
http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2016/08/safra-brasileira-de-cana-201617-esta-estimada-em-68477-mi-de-toneladas.html
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/proxima-safra-de-soja-de-ms-ja-tem-1994-de-venda-antecipada-148548
https://www.agrolink.com.br/noticias/soja-e-responsavel-por-56–dos-embarques-de-mato-grosso–china-lidera-com-37-37-_359928.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/20–dos-cafes-do-brasil-exportados-sao-considerados-diferenciados-por-terem-qualidade-superior_359938.html
http://www.valor.com.br/agro/4676241/commodities-agricolas
http://www.dci.com.br/agronegocios/producao-de-algodao-do-brasil-15-16-tem-quebra-superior-a-esperada,-diz-abrapa-id568245.html

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077