Agenda

Açúcar e Etanol

A COP21 foi realizada ano passado em Paris e teve como principal objetivo realizar um novo acordo entre os países para diminuir a emissão de gases do efeito estufa, diminuindo o aquecimento global e limitando o aumento da temperatura global até 2100. O Brasil se comprometeu em cortar em 43% a emissão de gases do efeito estufa, e para atingir essa meta o país criou o Projeto RenovaBio. O objetivo é fixar um limite para o lançamento de poluentes na atmosfera, incentivando o uso de fontes renováveis. Uma das propostas envolve os biocombustíveis e o incentivo ao uso do etanol.
Ainda com a expectativa de maior produção mundial de açúcar, a commodity foi pressionada na Bolsa de NY. Sexta-feira os contratos mar/17 fecharam a US$ 18,22, queda de 1,83%, e mai/17 a US$ 18,04, queda de 1,53%. No mercado interno o açúcar em São Paulo ficou em R$ 91,97 a saca de 50kg, queda de 0,27%.

Grãos

Em MT restam apenas 2% de área para ser plantada e já foram detectados os primeiros focos de ferrugem asiática nas lavouras. Esse ano, em função do clima chuvoso (úmido e quente) a a praga chegou mais cedo do que visto na safra passado, que foi apenas em janeiro. Segundo o Ministério da Agricultura a situação está sob controle. A doença causada por um fungo é uma das mais severas e pode ocorrer em qualquer fase do desenvolvimento da commodity. As incertezas em relação a safra de soja argentina impulsionaram as cotações da oleaginosa na Bolsa de Chicago. Até ontem (18) os produtores argentinos haviam semeado 66,5% da área prevista, 5,9% abaixo em igual período do ano passado. As perspectivas de clima seco no país nas próximas semanas, pode afetar negativamente as lavouras e revisar a safra argentina para baixo. Sexta-feira o contrato de soja mar/17 fechou a US$ 1.046,75 o bushel alta de 0,72% e mai/17 a US$ 1.054,25 o bushel, alta de 0,74%.

Investidores no mercado de milho ficam preocupados com o surto de gripe aviária em países da Europa e da Ásia. O milho é a matéria prima base da ração das aves e suínos e segundo a consultoria Zaner Group os países vêm sacrificando aves. Na Coréia do Sul já foram sacrificados 12,3 milhões de aves e a estimativa é que se sacrifique mais 4,3 milhões nos próxim os meses, o que representa quase 10% da criação total do país. Sexta-feira os contratos de milho com vencimento mar/17 fecharam a US$ 356,25, queda de 0,07% e mai/17 fecharam US$ 363,00, queda de 0,07%. No mercado interno o milho ficou em R$ 38,87 a saca de 60kg, alta de 0,62%.

Café

A perspectiva de melhor safra no Brasil e Vietnã de café reverteu os preços. Em 7 de novembro o preço diário do indicador da Organização Internacional do Café (OIC) alcançava o maior valor em 23 meses, sendo cotado a US$ 155,52, e no final do mês caiu para R$ 137,01. Além das perspectivas de melhor safra, a queda do real frente ao dólar, após meses de valorização, sinaliza uma maior oferta da commodity e derruba os preços. Sexta-feira na Bolsa de NY o contrato de café arábica para mar/17 fechou a US$ 142,45 alta de 0,18% e mai/17 a US$ 144,80 alta de 0,24%.

Algodão

As reduções do consumo de algodão pela China pressionaram os contratos. Segundo o Commerzbank, a China importou em novembro 54,9 mil toneladas da pluma, 35% menos que em igual período do ano passado. No acumulado do ano as importações chegam a 750,9 mil toneladas, 42% menos que em igual período do ano passado. Saindo da liderança de importações mundiais de algodão, e indo para a terceira posição, ficando atrás de Bangladesh e Vietnã. Sexta-feira o contrato mar/17 fechou a US$ 71,04, queda de 0,88% e mai/17 a US$ 71,32, queda de 0,83%. No mercado interno o algodão na Bahia ficou em R$ 88,27 a arroba.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/lavouras-entram-no-momento-critico-em-mato-grosso-153460
http://www.valor.com.br//agro/4811379/commodities-agricolas
http://www.valor.com.br//agro/4810569/sinais-de-aumento-de-oferta-reduzem-precos-do-cafe-diz-oic

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077