Dólar X Real

Ontem o Copom anunciou corte de 0,75 p.p. na Taxa Selic ficando em linha com as expectativas do mercado. Com o corte, a taxa básica de juros da economia ficou em 12,25% a.a e o BC passa uma mensagem ainda mais dovish para o mercado. O BC comunica que o cenário embute hipótese de que a selic alcance 9,5% ainda em 2017. Apesar da perspectiva para a próxima reunião termos um novo corte de 0,75 p.p., um possível corte de 1 p.p. não é descartado. A queda na taxa selic vem em linha com as perspectivas de melhora no cenário econômico brasileiro, com o BC sinalizando a importância da aprovação e implementação das reformas fiscais no país.

Açúcar e Etanol


Após os contratos mar/17 terem subido 2,46% na terça-feira (21) com a Organização Internacional do Açúcar (OIA) projetando um menor estoque final mundial, ontem os contratos fecharam com leve queda. O Banco Pine já corta a estimativa de produção de cana-de-açúcar no Centro-Sul na temporada 2017/18 em 10 milhões de toneladas, alcançando 575 milhões de toneladas. As justificativas foram a idade mais avançada dos canaviais que reduz sua produtividade e o clima mais frio na primavera que prejudicou o desenvolvimento das lavouras. Com essa redução a expectativa é que a produção de cana-de-açúcar alcance 35,1, ante 35,3 milhões de toneladas na safra passada. Para o etanol a expectativa é de queda de 6,6% para 23,8 bilhões de litros. O contrato mar/17 fechou a US$ 20,71 queda de 0,43% e mai/17 a US$ 20,68 queda de 0,29%. No mercado interno o açúcar em São Paulo ficou em R$ 81,96 a saca de 50kg, alta de 0,12%

Grãos


Mato Grosso, maior produtor de soja no Brasil, vem sofrendo com as fortes chuvas no estado, já registrando a colheita mais úmida dos últimos cinco anos. As fortes chuvas também vêm aumentando o custo do transporte visto que normalmente as rotas não são pavimentadas. Além das adversidades climáticas os produtores brasileiros também estão sendo prejudicados pela queda nos preços da soja, apreciação do real e recessão econômica no país. Em Sorriso o preço da soja caiu 8% em 2016 e na Bolsa de Chicago a soja teve perda de 17% nos últimos 12 meses. Ontem a soja mar/17 fechou a US$ 1.022,75 queda de 0,34 e mai/17 a US$ 1.033,50 queda de 0,36%. No mercado interno a soja em Paranaguá fechou a R$ 72,61 a saca de 60kg recuo de 2,26%.

Com Trump ameaçando interferir no comércio entre México e EUA, os mexicanos começam a querer diversificar sua importação de milho que atualmente é muito dependente do milho americano. Produtores de milho americano estão apreensivos visto que o México representa 28% das suas exportações segundo dados do USDA. Porém demanda firme pelo cereal americano vem sustentando as cotações com o USDA reportando venda de 136 mil toneladas para a Coréia do Sul. Ontem o contrato de milho mar/17 fechou a US$ 371,00 alta de 0,47% e mai/17 a US$ 378,25 alta de 0,46%. No mercado interno o milho fechou a R$ 36,39 a saca de 60kg, alta de 1,03%.

Café

Com o impasse instaurado no país sobre a liberação ou não do café robusta, produtores já vem mudando seus blends que antes tinham entre 40 a 50% de café robusta hoje já contam com 10 a 15%. Após a Camex ter liberado a importação de café robusta na semana passada, essa semana Temer suspendeu a liberação e o impasse permanece agora também com contornos políticos. Ontem o contrato café mar/17 fechou a US$ 149,20 queda de 0,76% e mai/17 fechou a US$ 150,90 queda de 0,63%.

Algodão


Mato Grosso, maior produtor da pluma no país, finalizou a semeadura de algodão e as perspectivas são otimistas para a safra. As perspectivas são que o clima irá ajudar os produtores e a Conab estima uma alta de 10,3% ante o ciclo passado. A expectativa é que a produtividade chegue a 266 arrobas por hectare ante 235 arrobas na safra passada. Apesar de uma maior produção analistas preveem uma entressafra apertada e o Camex autorizou a importação de até 75 mil toneladas com tarifa zero. Ontem o contrato mar/17 fechou a US$ 74,14 alta de 0,84% e mai/17 a 75,49 queda de 0,22%.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://canaplan.com.br/noticias/setor-sucroenergetico
http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=59&infoid=6209
http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Cafe/noticia/2017/02/governo-capixaba-diz-que-temer-suspendeu-importacao-do-cafe-conilon.html
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/produtores-de-milho-dos-eua-temem-disputa-com-america-do-sul-por-mercado-mexicano-155473
http://www.valor.com.br/agro/4878678/clima-favoravel-sinaliza-recomposicao-da-oferta-de-algodao
http://www.valor.com.br/agro/4878684/commodities-agricolas

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077