Agenda

Dólar X Real

A Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês) é um acordo que foi negociado pelo ex-presidente Barack Obama de livre comércio entre EUA, Canadá, México, Japão, Brunei, Malásia, Cingapura, Vietnã, Austrália, Nova Zelândia, Peru e Chile e teria que ser aprovado pelo Congresso americano, mas Donald Trump suspendeu a parceria. A saída dos EUA é vista como positiva para o Brasil podendo acelerar negociações com países da TPP. Os EUA têm grande potencial de exportação de milho e soja competindo com o Brasil, e sua saída da TPP pode favorecer as exportações brasileiras de commodities para os países que fazem parte do acordo. Outra commodity brasileira que se beneficia é o café, que tem o Vietnã como forte concorrente, com o fim do acordo as exportações brasileiras de café também tendem a ganhar mais competitividade nesses países. Com a medida a balança comercial brasileira tende a ficar mais superavitária, aumentando o fluxo de reais no Brasil e consequentemente valorizando a moeda.

Açúcar e Etanol

O Grupo São Martinho atua em todas as fases do negócio do plantio, da colheita até o transporte da cana-de-açúcar, uma das maiores empresas sucroalcooleiras e investirá R$ 40 milhões até 2020 no Brasil. O objetivo é criar um ambiente 4G em todas as usinas no país. Walter Maccheroni, assessor de tecnologia e inovação no grupo diz que “ Temos dezenas de quilômetros de área e as operadoras de telefonia não conseguem dar cobertura total. Com esse problema, tivemos de ir atrás de uma solução”. Ontem o contrato mar/17 fechou a US$ 20,64 alta de 2,28% e mai/17 fechou a US$ 20,63 alta de 2,03%. No mercado interno o açúcar cristal fechou a R$ 86,94 a saca de 50kg, queda de 0,49%.

Grãos

A expectativa de uma safra recorde no Brasil vem pressionado as cotações da oleaginosa, a Conab prevê uma safra de 103,78 milhões de toneladas. Desde jul/16 quando a soja em Paranaguá atingiu seu pico, as cotações já caíram 18,5%. Segundo levantamento da Scot Consultoria a soja para entrega imediata em Paranaguá está cotada a R$78,00 a saca de 60kg, 6,6% menor que igual período no ano passado. Para compradores os próximos meses são favoráveis para a negociação do cereal e na ponta inversa para os produtores os preços devem ganhar fôlego no final do primeiro semestre que é a entressafra no Brasil e EUA. No curto prazo um fator que pode dar sustentação a commodity é o clima, que já preocupa na Argentina com fortes chuvas afetando negativamente as lavouras. Dados divulgados ontem pelo USDA reportam uma queda de 9,1% nas exportações na semana encerrada dia (19) em comparação com a anterior, pressionando as cotações. Ontem a soja para mar/17 fechou a US4 1.057,75 queda de 0,91% e mai/17 fechou a US$ 1.066,75 queda de 0,86%.

MG, RS, PR e SC são os principais estados produtores de milho primeira safra, e o RS estima que 15% da sua área de milho já foi colhida. As perspectivas são boas para os estados, com o Deral estimando que 94% das lavouras do PR estejam em boas condições. Em 2016 as exportações de milho somaram 7,06 milhões de toneladas da safra 2015/16, 38,16% menor que na safra passada. No Brasil as exportações diminuíram 59,34% até dez/16, o motivo da queda foi a quebra de milho segunda safra, “safrinha”, no país. A expectativa é que para os próximos meses as exportações da safra 2015/16 atinjam 7,67 milhões de toneladas. A alta nos contratos foi motivada pelos embarques de milho americano que somaram 963,9 mil toneladas na semana encerrada dia (19), alta de 6,8% ante a semana anterior. Ontem os contratos mar/17 fecharam a US$ 369,50 queda de 0,07% e mai/17 a US$ 376,50 alta de 0,07%. No mercado interno o milho fechou a R$ 36,33 a saca de 60kg, alta de 2,08%.

Café

A Colômbia é o maior produtor mundial de café arábica e prevê para 2017 uma produção de 14,5 milhões de sacas de 60kg, a maior em mais de duas décadas. A alta é puxada pelo aumento de produtividade estimulando a fertilização. Em 2016 o país colheu 14,2 milhões de sacas de 60kg, o maior volume nos últimos 23 anos.

O Grupo Utam está há quase 50 anos no mercado de produção e distribuição de café, e acaba de investir R$ 2 milhões na linha gourmet, ampliando sua planta em Minas Gerais e aumentando sua capacidade produtiva em 48%. A linha gourmet representa hoje apenas 10% do faturamento do grupo, chegando a R$ 54 milhões em 2015, a meta é que nesse ano represente 20% do faturamento.

Com relação aos estoques de café robusta no ES, Cooperativas e o Centro de Comércio do Café Vitória (CCCV) afirmam que os estoques privados no estado chegam a 4,4 milhões de sacas, o dobro do levantamento feito pela Conab que somou 2,14 milhões de sacas. Segundo o grupo, a divergência é pelo fato de pequenos produtores terem café estocado e esse volume não foi levado em consideração pela Conab. O levantamento levou em consideração apenas grandes armazéns com capacidade superior a 1.500 sacas, mas 80% dos produtores são pequenos e não foram incluídos no levantamento. A indústria continua afirmando que tem estoques suficientes para atender a demanda interna e que não é necessária a liberação de importação de café robusta do Vietnã, solicitação feita pelas torrefadoras brasileiras. Ontem o café mar/17 fechou a US$ 155,40 alta de 1,44% e mai/17 a US$ 157,80 alta de 1,41%.

Algodão

Em MT as exportações de algodão fecharam 2016 como o segundo melhor ano da série histórica, atrás apenas do ano de 2012. No estado foram embarcadas 548,9 mil toneladas no acumulado do ano, alta de 11,8% com relação a 2015. No Brasil os números já não foram tão bons com exportações somando 804,9 mil toneladas, recuo de 3,51% comparado a 2015. A Bahia, segundo maior estado produtor, foi impactado negativamente pela severa seca que atingiu o estado na safra passada. Com isso MT aumentou seu market share nas exportações brasileiras, em 9p.p, alcançando 68% das exportações brasileiras. Ontem contrato mar/17 fechou a US$ 74,63 alta de 2,18% e mai/17 a US$ 75,17 alta de 2,04%.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.valor.com.br/internacional/4844904/fim-da-tpp-por-trump-vai-retirar-ganhos-na-america-latina
http://www.valor.com.br/internacional/4845450/decisao-americana-pode-acelerar-negociacoes-do-brasil-com-paises-da-tpp
https://www.scotconsultoria.com.br/cartas/170123_safra_e_cambio_pressionam_os_precos_da_soja_e_do_farelo_def.pdf
http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=59&infoid=6132
http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=59&infoid=6130
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/entidades-contestam-estoques-de-cafe-conilon-154300
http://www.imea.com.br/upload/publicacoes/arquivos/23012017194248.pdf
http://www.imea.com.br/upload/publicacoes/arquivos/23012017194149.pdf
http://www.valor.com.br/agro/4845280/commodities-agricolas

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077