Agenda

Açúcar e Etanol

A Consultoria S&P Global Platts estima uma queda na moagem de açúcar nas usinas do Centro-Sul no balanço quinzenal do mês de Outubro da União da Indústria de Cana de Açúcar (Unica). A Consultoria prevê que o relatório virá com uma redução de 6,8% na moagem em comparação ao mesmo período da safra passada, atingindo 33,86 milhões de toneladas. Mas pelo fato das usinas estarem mais “açúcareiras” a consultoria prevê um aumento de 11% na produção de açúcar na comparação com o mesmo período do ano passado, com um total de 2,33 milhões de toneladas. Ontem na Bolsa de NY o açúcar fechou a mar/17 US$ 22,59 queda de 0,35% e mai/17 a 22,03 queda de 0,36%. No mercado interno em São Paulo o açúcar cristal ficou em R$100,60 a saca de 50kg, queda de 0,08%.

Grãos

Nos EUA a colheita de soja e milho esta a pleno vapor e a safra recorde para as commodities vai se consolidando no país. O país venceu o clima e o mercado precifica uma produção de 380 milhões de toneladas de milho e 115 mihões de toneladas de soja. A medida que a colheita avança fica mais dificil sustentar as cotações na Bolsa de Chicago, o que vem segurando as cotações é a demanda firme pelas commodities americanas. Outra preocupação é a América do Sul que tem previsão de adicionar mais 280 milhões de toneladas de soja e milho no mercado com a safra 2016/17. O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) elevou sua estimativa da safra global de grãos de 2,069 bilhões para 2,077 bilhões, pela melhora na expectativa dos EUA e Argentina.

Os incentivos do governo argentino para estimular o plantio de milho no país já surtem efeito. A área estimada para o cereal esta em 5,7 milhões de hectares, onde já foram plantados 25% da área, com uma projeção de produção de 34 a 35 milhões de toneladas. O USDA estima que as exportações argentinas para 2016/17 serão de 25,5 milhões de toneladas, superando as do Brasil, onde o órgão estima em 25 milhões de toneladas. Para o Brasil o USDA prevê uma produção de 83,5 mihões de toneladas para 2016/17. O milho fechou ontem na Bolsa de Chicago o contrato mar/17 a US$366,25 o bushel, alta de 0,83% e mai/17 a US$ 373,00 o bushel, alta de 0,81%.

Produtores de soja do MT para aproveitar a umidade do solo estão plantando 24h por dia a oleaginosa. A região Oeste do Estado já atinge 66,63% da área projetada, em sentido oposto o Nordeste do Estado atinge 8,89% da área. A demanda firme pela soja americana vem sustentando os contratos na Bolsa de Chicago, o USDA reportou que o país fechou contratos para embarcar 525 mil toneladas de soja da safra 2016/17. Na semana móvel encerrada no dia 20 de Outubro, o país registrou embarque de 2,045 milhões de toneladas, 2% a mais do que registrado na semana anterior. Ontem na Bolsa de Chicago a soja mar/17 fechou a US$1.031,25 o bushel, alta de 0,29% e mai/17 a US$1.036,25 o bushel, alta de 0,19%. No mercado interno a soja em Paranaguá ficou em R$ 77,12 a saca.

Café

A Kantar Worldpanel, empresa especializada em comportamento de consumo, aponta que em breve na Inglaterra o consumo de café em cápsulas irá ultrapassar as vendas da café solúvel, torrado e moido. No país as vendas de café em cápsula cresceram 29,5% nos últimos 12 meses, totalizando 137,5 milhões de libras, já o café torrado e moido teve um crescimento de apenas 2,5% no período. O portal The Telegraph realizou uma pesquisa e aponta que 17% dos britânicos possuem máquina de café em cápsula e 19% demonstram interesse em adquiri-la. Ontem os contratos mar/17 fecharam a US$ 168,30 alta de 0,66% e mai/17 a US$170,40, alta de 0,62%

Algodão

A China vem desde o começo do ano leiloando seus estoques de algodão e pressionando o mercado. Mas ultimamente o mercado vem especulando a possibilidade do país encerrar seus leilões e possivelmente demandar algodão do mercado externo. O Commerzbank prevê uma queda de 4% na produção de algodão na China na safra 2016/17 para 4,6 milhões de toneladas. Na mesma direção também prevê um aumento de demanda chinesa pela commodity para 980 mil toneladas, ante 960 mil toneladas da safra anterior. Ontem na Bolsa de NY os contratos mar/17 fecharam a US$ 70,28, alta de 0,59%. No mercado interno o preço médio pago ao produtor na Bahia foi de R$62,50 a arroba.

Equipe:

Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/produtores-de-mato-grosso-viram-a-noite-plantando-soja-e-garantem-93-da-area-do-milho-151434
argentina-milho-da-bons-sinais-tanto-na-producao-como-no-mercado-151432
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/producao-recorde-de-graos-dos-estados-unidos-desafia-o-mercado-151430
https://www.agrolink.com.br/noticias/argentina-pode-superar-brasil-na-exportacao-de-milho-pelo-2–ano-seguido_364246.html
https://www.jornalcana.com.br/centro-sul-moeu-68-menos-cana-outubro-afirma-platts/
http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2016/10/igc-eleva-previsao-de-producao-de-graos-para-2077-bilhoes-de-toneladas.html
http://www.valor.com.br/agro/4758887/commodities-agricolas
http://www.icafebr.com.br/publicacao2/v.%205%20n.9.pdf

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077