Dolar X Real

Os ruídos na política brasileira com a greve geral prevista para hoje e a mudança da data da votação da reforma da Previdência deram sustentação as cotações do dólar no pregão de ontem (27). O mercado se mantém mais defensivo e o dólar interbancário fechou a R$ 3,1810, alta de 0,27% maior patamar desde 9 de março. O dólar futuro para maio fechou a R$ 3,1815 com alta de 0,20%. A volatilidade na moeda americana também é motivada pelo fechamento da Ptax que será hoje (28) perto de 13h.

Açucar e Etanol

Apesar dos fundamentos altistas, com a Unica divulgando uma menor produção de açúcar para o Centro-Sul na safra 2017/18, o açúcar continua acumulando perdas na Bolsa de NY. A queda é motivada pela atuação dos fundos que ampliam suas posições vendidas. Segundo a Comissão de Negócios de Futuros de Commodities, o saldo líquido comprado recuo 23% na semana até o dia 17 para 31.375 contratos. No mês de março a queda já acumula 8,94%. Ontem o contrato mai/17 fechou a US$ 15,18 queda de 1,30% e jul/17 a US$ 15,43 queda de 0,90%. No mercado interno, o açúcar cristal em São Paulo fechou a R$ 75,86 a saca de 50 kg, alta de 0,62%.

Grãos

Na Argentina a colheita de soja da safra 2016/17 chega a 32,3% da área, porém tem uma queda de 20,4 p.p. quando considerado a média histórica desde 2000/2001. A plantação chegou a 19,2 milhões de hectares, mas a colheita é estimada em 18,15 milhões de hectares por perdas pelas fortes chuvas em algumas regiões. O aumento das exportações de soja dos EUA deu leve sustentação as cotações da oleaginosa. Dados do USDA revelam que foram fechadas 880,4 mil toneladas da oleaginosa na semana encerrada dia 20, alta de 35% em comparação com a semana anterior e bem acima das expectativas do mercado que era de 550 mil toneladas para a semana. Apesar da alta expressiva, os ganhos foram limitados pelas perspectivas de alta produção mundial, aumentando a oferta da commodity. Na Bolsa de Chicago, a soja mai/17 fechou a US$ 945,75 estável e jul/17 a US$ 957,25 alta de 0,08%.

A Conab realizará na quinta-feira (4) leilões ofertando 7.4000 contratos de opção de venda de milho em grão. As operações são garantia de preços a produtores do Mato Grosso e serão realizadas por meio eletrônico. Também é previsto um leilão de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) para venda e escoamento de 200 mil toneladas de milho e um leilão Prêmio para o Escoamento (PEP) de 200 mil toneladas de milho. Com os leilões de opção de venda os produtores terão até 11 de setembro para exercer a venda do produto à Conab por R$ 17,87 a saca de 60kg do milho da safra 2016/17 e 2017. Na Bolsa de Chicago, o milho mai/17 fechou a US$ 362,00 alta de 0,84% e jul/17 fechou a US$ 369,25 alta de 0,68%.

Café

Blairo Maggi disse na 13ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil, evento realizado pela Abic que a cafeicultura brasileira pode agregar mais valor ao café brasileiro, aproveitando melhores oportunidades. O ministro afirma que o Brasil pode se tornar ainda mais competitivo no mercado global pois temos café de qualidade e sustentável. O contrato de café arábica para mai/17 fechou a US$ 127,10 queda de 0,82% e set/17 fechou a US$ 131,90 queda de 0,90%.

Equipe:
Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934
São Paulo 55 11 2106 6880
www.modal.com.br

Fonte:
http://www.valor.com.br/agro/4951526/commodities-agricolas
http://www.valor.com.br/agro/4951524/commodities-de-exportacao-seguem-em-baixa
https://www.agrolink.com.br/noticias/operacoes-de-apoio-a-produtores-de-milho-ocorrerao-na-proxima-semana_392083.html
http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Soja/noticia/2017/04/colheita-de-soja-na-argentina-chega-323-da-area-na-safra-20162017.html
http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Milho/noticia/2017/04/conab-comeca-leiloes-de-apoio-ao-milho-no-dia-4-de-maio.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/maggi-defende-mais-agregacao-de-valor-ao-cafe-brasileiro_392099.html

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077