Modal Commodities – Spread Indicativo do Dia

Dolar X Real

O mercado se manteve cauteloso, com investidores receosos com eventuais novas delações da Lava Jato nessa semana. No fechamento o dólar comercial ficou em R$ 3,2540 alta de 0,24%. No mercado futuro o dólar para julho manteve estável em R$ 3,2735. A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) pretende votar a Reforma Trabalhista essa manhã, depois de votar requerimento de urgência e votar na terça em plenário.

Açúcar e Etanol

Consultor da Archer Consulting informa que o açúcar já acumula queda de 36% desde o dia 6 de fevereiro. Um dos fatores foi a recente queda nos preços do petróleo no Brasil em 5,4% pela Petrobras. Foi a quinta queda consecutiva desde a política da estatal de alinhar os preços do petróleo com o mercado internacional. O fato desestimula a produção de etanol, concorrente direto do combustível fóssil e aumenta a produção de açúcar, derrubando os preços.


O efeito Trump em sair do Acordo de Paris pressionou as cotações de açúcar na sexta-feira (2). O entendimento do mercado é que a saída do acordo aumenta a produção de petróleo no país, diminuindo a competitividade do etanol. Com isso produtores produziriam mais açúcar e pressionou as cotações. No Brasil, produtores destinaram 44,19% da cana para a produção do açúcar. O contrato de açúcar jul/17 fechou a US$ 13,74 queda de 3,44% e out/17 a US$ 14,04 queda de 3,37%. No mercado interno o açúcar cristal em São Paulo fechou a R$ 76,63 a saca de 50kgm queda de 1,01%.

Grãos

A melhora nas condições climáticas ajuda na colheita de soja na Argentina que já atinge 85,5% da área, com avanço de 5,9 p.p na semana. A estimativa da Bolsa de Cereais de Buenos Aires estima que já foram colhidas 50,22 milhões de toneladas do grão. A consultoria FCStone revisa para cima a colheita de soja no país de 111,8 para 113,2 milhões de toneladas. A divulgação de uma menor geração de empregos no mês de maio sustentou as cotações da oleaginosa. O reporte de geração de 138 mil vagas de trabalhos, bem abaixo das 184 mil vagas na média das previsões. Na Bolsa de Chicago, a soja jul/17 fechou a US$ 921,25 alta de 0,99% e ago/17 a US$ 923,75 alta de 0,93%. No mercado interno a soja em Paranaguá fechou em R$ 67,37 a saca de 60kg, alta de 0,21%.

A AgRural eleva suas projeções para a produtividade de milho segunda safra no Brasil. Em Mato Grosso a estimativa é de produtividade de 104,4 sacas por hectare, em média, ante 99,8 sacas por hectare na projeção anterior. A projeção da média nacional também foi elevada para 102,9 sacas por hectare. Na virada do mês 0,6% da área de milho havia sido colhida no Centro-Sul do país. O plantio foi realizado na janela ideal, e Mato Grosso lidera a colheita com 1,4% de área. A consultoria FCStone revisa para cima a colheita total de milho no país de 96,15 para 97,6 milhões de toneladas. Na Bolsa de Chicago, o milho jul/17 fechou a US$ 372,75 alta de 0,61% e set/17 fechou a US$ 380,75 alta de 0,59%.

Café

As perspectivas de menor demanda mundial de café e maior oferta pressionou as cotações. Dados do Departamento de Comércio dos EUA divulgam que no mês de maio o país importou 86,8 mil toneladas do grão, volume 16,5% menor que no mês anterior. O país também reporta o aumento nos estoques, que em Abril somaram 6,89 milhões de sacas. Na Bolsa de NY o café para set/17 a US$125,55 queda de 1,68% e set/17 fechou a US$ 127,90 queda de 1,65%. No mercado interno o café fechou a R$ 458,95 alta de 0,43%. No mercado interno o café arábica fechou a R$ 447,03 a saca de 60kg, queda de 0,93%.

Algodão

Dados divulgados na sexta-feira do CFTC revelam um saldo líquido vendido dos fundos de 86.685 papéis, alta de 9,6%, o que pressionou as cotações do algodão. O movimento é decorrente do avanço do plantio nos EUA da safra 2017/18, maior exportador mundial e com produção estimada em 4,2 milhões de toneladas. Na Bolsa de NY o contrato jul/17 fechou a US$ 76,69 queda de 1,21% e out/17 fechou a US$ 75,24 queda de 0,59%. No mercado interno o algodão pago ao produtor na Bahia fechou em R$ 95,01 a @.

Equipe:

Pedro Esberard Barbirato Rosa
pedro.rosa@modal.com.br

Katharyne Amorim Caiaffa
katharyne.caiaffa@modal.com.br

Rio de Janeiro 55 21 3223 7890 | 7934 | 55 21 3035 4300
São Paulo 55 11 2106 688 | 55 11 3525 6600
www.modal.com.br

Fonte:
http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Cana/noticia/2017/06/acucar-chegou-ao-menor-preco-em-reais-em-20-meses-diz-consultor.html
http://www.valor.com.br//agro/4992002/commodities-agricolas
https://www.agrolink.com.br/noticias/produtividade-estimada-e-recorde_393720.html
https://www.agrolink.com.br/noticias/fcstone-revisa-para-cima-estimativas-de-safras-de-milho-e-soja-do-brasil-em-16-17_393718.html
http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Soja/noticia/2017/06/colheita-de-soja-na-argentina-chega-supera-85-da-area.html

1) Este documento é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente material.

2) Este material não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste material. O material, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente.

3) O presente material não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade dos responsáveis pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas.

4) Esta comunicação deve ser lida apenas pelo seu destinatário e não pode ser retransmitida sem autorização formal. Caso recebida indevidamente, por favor destrua-a. Qualquer reprodução, disseminação, alteração, distribuição e/ou publicação deste e-mail é estritamente proibida.

Ouvidoria 0800 283 0077