B3 S.A. obtém decisão favorável no caso Marka/fonteCindam

A empresa comunicou que obteve decisão favorável em segunda instância no caso Marka e Fontecindam. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região deu provimento aos recursos de apelação da B3 interpostos contra as sentenças proferidas nas ações populares e de improbidade administrativa envolvendo o caso Marka e Fontecindam para afastar a responsabilidade da companhia pelo ressarcimento dos supostos danos experimentados pelo Erário em decorrência de operações realizadas pelo Banco Central do Brasil em janeiro de 1999, no mercado futuro de dólar. Esclarecemos que essas decisões ainda estão sujeitas a recursos. Notícia favorável.

Braskem fará investimento em nova planta de polipropileno nos EUA

O Conselho de Administração da petroquímica aprovou o projeto para construção de uma nova planta de polipropileno no site de La Porte, Texas, Estados Unidos, país onde a Braskem já é a principal produtora deste tipo de plástico. Com investimento aprovado de até US$ 675 milhões, o projeto adicionará 450 mil toneladas por ano de produção de PP no portfólio americano da Braskem, que passará a ter capacidade de produção de mais de 2 milhões de toneladas por ano nas fábricas da Pensilvânia, Virgínia Ocidental e Texas. A nova planta tem seu início de operação previsto para 2020. Além de reforçar a posição de liderança na produção de PP nos Estados Unidos, o novo projeto de investimento está em linha com a estratégia da Braskem de diversificação de sua matriz de matéria-prima e expansão geográfica nas Américas. Boa notícia, principalmente porque demonstra que a Braskem voltou a pensar em crescer após o episódio lamentoso de seu envolvimento na Lava-Jato.

Cemig vai vender a totalidade de sua participação na Light

O Conselho de Administração deliberou iniciar processo de alienação da totalidade da participação da Cemig no capital social da Light S.A. Na mesma data, o Conselho orientou o voto favorável dos conselheiros indicados pela Cemig, nas reuniões dos Conselhos de Administração da RME – Rio Minas Energia Participações S.A. e Luce Empreendimentos e Participações S.A. para alienação da totalidade das ações de emissão da Light detidas por essas companhias. A decisão é coerente com a estratégia de desimobilização adotada pela Cemig com o objetivo de desalavancagem financeira, portanto para a Cemig a notícia pode ser considerada positiva. Já para a Light, cujas ações vinham caindo justamente em função dessa possibilidade, a notícia ainda pode ter algum efeito negativo.

Eletrobrás deve fazer forte ajuste de pessoal

Dentro do processo de reorganização que está em andamento na estatal, uma das grandes mudanças será o número total de empregados que a companhia terá ao final do processo. Segundo o presidente executivo da empresa, Wilson Ferreira Júnior, o contingente de pessoal será cerca de metade do que existe atualmente, muito em decorrência das vendas de distribuidoras e SPEs programadas. Segundo ele, essa redução deve-se à busca por eficiência operacional da Eletrobras. Atualmente a companhia tem um total de 23.174 empregados, sendo que 17.202 em geração e transmissão e 5.972 em distribuição. Notícia positiva.

Fibria afirma interesse na Eldorado, da J&F

Após ter sido envolvida em boatos sobre uma possível concorrência pelos ativos da Eldorado, controlada pela J&F, dos irmãos Batista, a Fibria comunicou ontem seu interesse no negócio. Afirmou também que ainda não se vinculou a nenhum grupo para a realização da operação de compra das ações de emissão da Eldorado Brasil Celulose S.A..

Profarma estuda oferta de ações

A Profarma anunciou que está avaliando alternativas de captação de recursos para viabilizar seu projeto de crescimento orgânico, potencialmente, através de operação de mercado de capitais, inclusive, por meio de oferta pública subsequente de ações de emissão da Companhia.

Frederico Curado foi eleito Presidente da Ultrapar

Frederico Fleury Curado, ex Presidente da Embraer, foi eleito Diretor Presidente da Ultrapar em substituição a Thilo Mannhardt, em processo de sucessão planejada de administradores realizada regularmente na administração da Ultrapar e de seus negócios. Segundo a Ultrapar, a nomeação de Frederico Curado representa a continuidade da filosofia de gestão e de negócios da Companhia. O processo de transição no cargo de Diretor Presidente terá início em julho quando Curado se juntará aos quadros de executivos, preparando-se para assumir a Presidência a partir de 2 de outubro. Frederico Curado esteve à frente da Embraer por quase uma década e sob seu comando a fabricante de aviões ganhou mercados ao redor do mundo. Curado é constantemente apontado como um dos melhores CEOs do Brasil.