CIELO diz que varejo brasileiro cresce 1,1% em dezembro

O crescimento, medido pelo Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), reflete o desempenho do varejo em relação a dezembro de 2016, sem considerar a inflação do período. O resultado do mês foi prejudicado pelo calendário, com a troca de dias e pelo feriado de Natal caindo em uma segunda-feira. Ajustados aos impactos de calendário, o índice apontaria alta de 1,7%, patamar que indica desaceleração do varejo comparado ao mês de novembro (2,6%). O ICVA não foi tão favorável.

EMBRAER cumpre meta de entregas de jatos para 2017

A Embraer entregou um total de 210 jatos em 2017, sendo 101 comerciais e 109 executivos, dos quais 72 jatos leves e 37 jatos grandes. O E175 foi o destaque dos comerciais com 79 unidades entregues e a Embraer Aviação Comercial atingiu a marca de 1.400 E-Jets entregues. O Phenon 300 e o Legacy 500 foi o destaque entre os jatos executivos leves e grandes, com 54 e 15 unidades entregues, respectivamente. Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava US$ 18,3 bilhões ou 435 jatos comerciais. A quantidade de jatos comerciais entregues ficou dentro da maior estimativa da Embraer e os jatos executivos da menor estimativa.

FERBASA: Volume e Receita Líquida em dezembro.17

No mês de dezembro de 2017 o volume vendido da Ferbasa foi de 9.146 toneladas, resultando em receita líquida de R$ 56,4 milhões. Volume e receita caíram 47% e 56%, respectivamente, comparados ao mês de dezembro de 2016. Segundo a Ferbasa a queda nas vendas ocorreu em virtude da antecipação das compras de um grande cliente em novembro, devido à parada de sua planta em dezembro e da redução do preço de referência do FeCr para o 1T18, levando alguns clientes à postergarem suas compras. Em dezembro de 2017, a produção de ferroligas registrou um aumento de 6,3% frente a dezembro de 2016. Destaque para a produção de Ligas de Silício, que cresceu 36,7%. O resultado representa o melhor momento do mercado de Si frente ao de Cr para o 1T18.

MULTIPLAN: Desempenho dos shoppings centers em 2017

As vendas dos lojistas nos shoppings centers da Multiplan atingiram R$14,7 bilhões em 2017, um aumento de 6,8% diante das vendas de 2016. Já as vendas do último trimestre do ano foi de R$ 4,6 bilhões, um crescimento de 4,9% em relação ao 4T16, mantendo o histórico de vendas de lojistas crescentes em todos os 43 trimestres desde o IPO, em 2007. Segundo a Multiplan, pela primeira vez o BarraShopping, MorumbiShopping, ParkShopping, BH Shopping, ShoppingAnáliaFranco e ParkShoppingBarigüi ultrapassaram a marca de R$1 bilhão em vendas anuais. Juntos esses shoppings registraram R$ 8,6 bilhões em vendas combinadas, um aumento de 7,6% na comparação a 2016. As Vendas na Mesma Área (SAS) cresceram 6,6% em 2017, acumulando um crescimento de 12,3% em dois anos. As Vendas nas Mesmas Lojas (SSS) cresceram 5,2%, com variação positiva em todos os segmentos. Artigos para o Lar & Escritório apresentaram o maior aumento na comparação das mesmas bases, entregando um crescimento de 16,4% em 2017, seguido pelo segmento de Serviços, com um aumento de 11,3%. Na avaliação da Multiplan, a atividade mais amena do varejo nos últimos anos se tornaram uma oportunidade para melhorar o mix de lojistas e melhor preparar o portfólio para a recuperação econômica esperada, como evidenciado pelo spread positivo entre o SAS e o SSS trimestre após trimestre.

PETROBRAS supera meta de produção anual de petróleo

Pelo quarto ano consecutivo a Petrobras atinge recorde de produção no Brasil com 2,15 milhões de barris por dia (bpd) produzidos em 2017, ou 0,4% acima do resultado de 2016. A produção própria de gás natural atingiu volume inédito de 79,6 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d). Com isso, a produção total no país chegou a 2,65 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), volume 0,9% superior a 2016. Essa marca também constitui um novo recorde para a Petrobras. A média anual da produção operada (que abrange a parcela da Petrobras e seus parceiros) na camada pré-sal, em 2017, também foi a maior da história da companhia, com a marca de 1,29 milhão de bpd. Esse volume superou a produção de 2016 em 26%. O índice de aproveitamento de gás da Petrobras no Brasil também alcançou recorde em 2017, chegando ao patamar de 96,5%. Pelo terceiro ano consecutivo a Petrobras cumpre com sua meta de produção, confirmando a previsibilidade de suas projeções.