Concluída a venda de Alto Sertão II (Renova Energia) para a AES Tietê

Foi concluída a venda para a AES Tietê Energia da totalidade das ações da Nova Energia Holding S.A., detentora, por meio da Renova Eólica Participações S.A., do Complexo Eólico Alto Sertão II. O valor base da transação foi de R$ 600 milhões e a AES Tietê assumiu também a dívida do Complexo Eólico Alto Sertão II no valor de R$ 1.150 milhões (valor da dívida em 31 de dezembro de 2016). O preço de aquisição será ainda ajustado com base em determinadas variações de capital de giro e dívida líquida do Complexo Eólico Alto Sertão II e poderá sofrer acréscimo de até R$ 100 milhões sob a forma de earn out, condicionado ao desempenho do Complexo, apurado após período de cinco anos contados da data do fechamento da operação. Notícia neutra para as empresas envolvidas, uma vez que se trata apenas da confirmação de fato já conhecido.

Eletrobras esclarece notícias

Com relação a notícias veiculadas pela mídia a respeito de eventual emissão de bônus pela companhia, esta não confirmou a informação, porém afirmou que diversas alternativas para reduzir sua alavancagem financeira estão em estudos. Notícia neutra.

JBS confirma a venda de sua participação acionária de 19,43% na Vigor Alimentos para o Grupo mexicano Lala

A JBS confirmou na noite de ontem que a operação de venda da totalidade de sua participação acionária na Vigor foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Administração e está sujeita a condições precedentes e ajustes usuais em operações dessa natureza. O negócio foi fechado por aproximadamente R$ 1,112 bilhão e estima-se que a JBS receberá o valor de cerca de R$ 780 milhões no fechamento da operação. A JBS comunicou que pretende utilizar parte desses recursos para amortizar, extraordinariamente, a dívida sujeita ao Acordo de Estabilização, conforme informado no Fato Relevante divulgado em 25 de julho de 2017.

Vale: tratamento da conversão de ações pela BM&FBovespa

A BM&FBovespa informou que caso a conversão voluntária de ações PNA (VALE5) em ações ON (VALE3) atinja o nível mínimo exigido de 54,09%, a quantidade teórica total de VALE5 nas carteiras de índices será convertida pelo fator de conversão de 0,9342 em VALE3, e todas as séries de opções de VALE5 serão excluídas, sendo as posições migradas para novas séries sobre VALE3 ajustadas pelo mesmo fator de conversão.

Vale: esclarecimento sobre possível aquisição da mina de Casa de Pedra

A Vale publicou nota de esclarecimento afirmando que não há qualquer deliberação no âmbito dos órgãos de administração da empresa sobre uma eventual compra da mina de Casa de Pedra pertencente à Companhia Siderúrgica Nacional. No comunicado a Vale assegurou que não há em curso e nunca houve qualquer tratativa para adquirir ativos da CSN.