BRF S.A.: a agência de classificação de crédito internacional S&P Global Ratings rebaixou o rating de escala corporativa global da Companhia para BB+ de BBB-, mantendo a perspectiva negativa, e reafirmou o rating de escala corporativa nacional em brAAA.

Conselho da ROSSI aprova condições para reestruturação de dívidas junto ao Bradesco e BB

O Conselho de Administração da Rossi aprovou a reestruturação de dívidas corporativas no valor de R$ 1,02 bilhão mantidas junto ao Banco Bradesco e as condições comerciais que tratam da reestruturação das dívidas corporativas no valor de R$ 250 milhões junto ao Banco do Brasil. A reestruturação da dívida com o Bradesco engloba a quitação parcial dos valores devidos pela Companhia por meio da entrega de ativos que já eram objeto de garantia das referidas dívidas, com impacto de R$ 755 milhões sobre o saldo total da dívida e alongamento do atual prazo de pagamento da dívida. A dívida com o Banco do Brasil prevê a quitação, ao longo dos próximos 3 de aproximadamente 35% do saldo aproximado de R$ 250 milhões.

OI: alguns credores sinalizaram uma opção preliminar de conversão de dívidas

A empresa informou que recebeu indicação preliminar do resultado das escolhas feitas pelos credores bondholders da Companhia com relação às opções de pagamento de seus respectivos créditos, na forma prevista no Plano de Recuperação Judicial das recuperandas (OI e controladas). De acordo com este resultado preliminar, credores bondholders qualificados titulares de créditos no valor principal de US$ 8.017.620.999,17 (ou seu equivalente em reais ou euros) teriam optado pelo pagamento de seus respectivos créditos na forma prevista nas Cláusulas 4.3.3.2 e seguintes do Plano. A potencial diluição que resultaria da futura distribuição de ações e da futura emissão de novas ações ordinárias e bônus de subscrição, no contexto do aumento de capital aprovado em reunião do Conselho de Administração de 05 de março de 2018, seria de, aproximadamente, 71%. Notícia neutra, já é esperado que a solução para o problema financeiro da companhia passa por grande diluição de capital.

TIM PART:

Mario Cesar Pereira de Araujo e Manoel Horacio Francisco renunciaram aos cargos de presidente e membro do Conselho de Administração da Tim. O novo presidente do Conselho é João Cox Neto.