Curtas Empresas

BM&FBovespa

Anunciou o orçamento de despesas ajustadas para 2017 no intervalo de R$ 675 milhões até R$ 705 milhões e o orçamento de investimentos no intervalo de R$ 165 milhões até R$ 195 milhões. Os valores serão revisados na hipótese de aprovação e conclusão de combinação de negócios com a Cetip S.A..

CCR: Barcas S.A. pede rescisão do contrato de concessão

A CCR S.A. comunicou que a controlada Barcas S.A. propôs ação de rescisão de contrato de concessão firmado com o Estado do Rio de Janeiro em 12/02/1998, em face do Estado do Rio de Janeiro e da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários. O pedido foi ajuizado perante a 6ª Vara da Fazenda Pública do Estado do Rio de Janeiro.

São Martinho encerra período de moagem da safra 2016/2017

A cana de açúcar processada foi de 19.281 mil toneladas ou 3,7% abaixo do volume processado na safra 2015/2016. A produção de açúcar atingiu 1.301 mil toneladas, a de etanol anidro alcançou 398 mil m3 e a de etanol hidratado 269 mil m3. O mix de produção de açúcar/etanol foi de 54%/46%, enquanto na safra 2015/2016 o mix foi de 50%/50%.

Vale vende seu negócio de Fertilizantes

Finalmente a Vale anunciou um acordo com a Mosaic para vender seu negócio de Fertilizantes. O acordo, de US$ 2,5 bilhões, inclui a venda de todos os ativos de fertizantes no Brasil, exceto nitrogenados e fosfatados de Cubatão; a participação em Bayóvar, no Peru; os ativos de potássio no Brasil, incluindo o projeto de Carnalita; o projeto de potássio no Canadá (Kronau) e; a possibilidade de inclusão do projeto de potássio de Rio Colorado. Em troca dos assuntos, a Vale receberá US$ 1,25 bilhão em dinheiro e US$ 1,25 bilhão em aproximadamente 42,3 milhões de ações ordinárias a serem emitidas pela Mosaic, número que representa em torno de 11% do total das ações ordinárias em circulação da Mosaic, após a emissão das ações para a Vale. A Mosaic também pagará montantes adicionais à Vale, como pagamentos de earn-out, de até US$ 260 milhões no caso do preço do MAP e da taxa de câmbio do Real superarem determinados patamares durante cada um dos próximos dois períodos de 12 meses após a conclusão da transação. Por dois anos a Vale não poderá negociar essas ações, mas a mineradora terá o direito de indicar dois membros do Conselho de Administração da Mosaic. A consumação da venda desses ativos é esperada para o final de 2017, ano em que a Vale espera vender os ativos de nitrogenados e fosfatados de Cubatão. Os recursos provenientes desse negócio serão utilizados para reduzir dívida, mas ao mesmo tempo a Vale permanecerá exposta ao negócio de fertilizantes através da participação estratégica na Mosaic. Notícia positiva.