Curtas Empresas

BR Pharma

A BM&FBovespa aceitou o pedido de prorrogação de prazo para recomposição do percentual mínimo de ações em circulação da BR Pharma. Conforme autorização concedida, a recomposição do free float deve ocorrer até 16 de novembro de 2017 e até lá a BR Pharma deve manter, em livre circulação, no mínimo, ações representativas de 3,99% de seu capital social. Além disso, a BR Pharma se comprometeu a aprimorar suas práticas de governança corporativa até a AGO de 2017. Notícia favorável.

Equatorial esclarece notícias

A respeito de notícias veiculadas na mídia, no sentido de que negociações entre a empresa, o Banco BTG Pactual e a Abengoa estariam avançadas no sentido de compra dos ativos desta última, a empresa afirmou que continua analisando possibilidades de investimentos em projetos ou ativos do setor elétrico, inclusive aqueles detidos pela Abengoa, porém, até essa data, não há qualquer decisão para apresentação de oferta vinculante por esses ativos. Notícia neutra.

Petrobras

A edição impressa de hoje do Jornal Valor Econômico dá como certa a conclusão de um acordo de venda da Liquigás, a distribuidora de GLP da Petrobras, para o Grupo Ultra, dono da distribuidora Ultragaz. Até o fechamento deste Informe Matinal a Petrobras não havia ainda se manifestado oficialmente sobre o assunto, porém informa que renovou um financiamento com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 3,7 bilhões. Sem garantias reais, a renovação contrato esticou seu vencimento para novembro de 2023.

Telefônica Brasil muda presidente

O Conselho de Administração aprovou a eleição do Sr. Eduardo Navarro de Carvalho, em substituição ao Sr. Amos Genish no cargo de Diretor Presidente, em complementação ao mandato em curso. O mandato do novo Diretor Presidente tem início hoje e se encerrará na data da primeira RCA após a Assembleia Geral Ordinária do ano de 2019. A Companhia informa ainda que o Sr. Amos Genish permanecerá como membro do Conselho de Administração. Notícia neutra.