Cemig esclarece notícias

A respeito de notícias veiculadas na mídia, informando a intenção da empresa em emitir bônus de US$ 600 milhões no exterior e de eventual privatização da companhia, esta esclareceu que está, sim, estudando várias alternativas de financiamentos, no Brasil e no exterior, mas, com relação à privatização não há nenhuma iniciativa em andamento . Com relação a notícias de que poderia vender as usinas hidrelétricas São Simão, Jaguara e Miranda, objetos de questão judicial junto ao governo Federal, no âmbito da Lei 12.783, a empresa esclareceu que uma saída possível seria a venda de tais usinas, o que, segundo a Lei, tornaria automática a renovação de suas concessões por mais 30 anos. A primeira parte da notícia (emissão de bônus) é neutra e a segunda, conforme já opinamos anteriormente, é muito favorável à empresa.

Linhas fixas apresentam queda de 3,96% em 12 meses

Nos últimos 12 meses, as empresas autorizadas e concessionárias da telefonia fixa apresentaram queda de 1,72 milhão de linhas (-3,96%) de acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As autorizadas na telefonia fixa apresentaram queda de 1,04 milhão (-5,77%) em janeiro de 2017 quando comparadas com janeiro de 2016, neste mesmo período as concessionárias apresentaram um declínio de 678,26 mil linhas fixas (-2,68%). Notícia neutra, uma vez que o declínio da telefonia fixa é um fato bem conhecido, provocado pela combinação do avanço da tecnologia e da crise econômica.