Cemig esclarece notícias sobre Santo Antônio

A respeito de notícia, na qual acionistas do Consórcio controlador da Madeira Energia S.A. (MESA) estariam cobrando cerca de R$ 750 milhões desta empresa, a mesma esclareceu que na verdade, trata-se de controverso impairment feito pela MESA, referente a valores a receber do consórcio construtor da UHE Santo Antônio: Consórcio Construtor Santo Antônio. A Cemig se posicionou contra o procedimento do impairment, assim como não aportou recursos no aumento de capital realizado pela MESA, no intuito de quitar tais pretensas dívidas. Toda esta questão ainda está em aberto, na espera de decisões judiciais e administrativas. Até que decisões definitivas sejam tomadas a respeito da controvérsia, a notícia é neutra.

Contrato de venda da Celg D é assinado

Foi assinado o contrato de compra e venda de ações da Celg D, entre Eletrobras, Celgpar e Enel Brasil S/A, conforme cronograma previamente estabelecido. A Eletrobras recebeu, nesta data, o valor de R$ 1.065.266.144,40 referente à referida alienação. Notícia positiva, devendo os recursos serem usados para desalavancagem financeira.

Eletrobrás esclarece sobre Belo Monte

A respeito de notícias sobre eventual venda do controle da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que dependeria do aval da Eletrobrás, esta esclareceu que sim, é verdade que tal negociação teria que ser aprovada pela mesma, uma vez que detem, direta e indieretamente, cerca de 35% do controle acionário da UHE. A venda da Usina seria favorável à empresa, que necessita de desinvestimentos para reduzir sua alavancagem financeira, excessiva.

Gol fecha contrato de Sale and Leaseback de cinco aeronaves Boeing 737 MAX 8 com a Awas

O contrato de venda seguida de arrendamento têm valor de US$ 550 milhões e prazo de arrendamento de 12 anos. As cinco aeronaves serão entregues entre junho e novembro de 2018. As aeronaves 737 MAX 8 serão equipadas com tecnologias de última geração e contarão com maior autonomia de voo (de até 6.500 km em comparação aos 5.500 km atuais) e maior peso máximo para decolagem (de até 82 toneladas em comparação às 70 toneladas atuais). Com este desempenho a Gol espera obter uma redução de até 15% do consumo de combustível em comparação às aeronaves 737-800 Next Generation. A partir de 2018 a Gol vai poder oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale, Orlando e Cancún, destinos muito procurados pelos brasileiros. Este contrato marca a modernização da frota da Gol que tem uma encomenda de 120 aeronaves 737 MAX até 2028. Ótima notícia.

Controlada em conjunto da MRV fará IPO

Ao final da noite de ontem a Log Commercial Properties e Participações, controlada em conjunto da MRV, divulgou Fato Relevante informando sua intenção de realizar uma Oferta Pública Inicial de ações. A Log atua no segmento imobiliário industrial voltado para a incorporação e locação de centros de distribuição, condomínios industriais, hubs (centrais de empresas que usam os galpões da Log para centralizar suas operações de determinadas regiões) e condomínios logísticos (empreendimento para locação de empresas operadoras de logística – transportadoras – que alugam parte de galpões e dividem a parte comum como refeitório, restaurante, dormitório, apoio, etc). A Log vai ingressar na CVM com um pedido de registro de oferta pública de distribuição de novas ações ordinárias. Achamos que é muito bem vindo um IPO sem a venda de ações por parte de acionistas controladores mas aguardaremos o prospecto para opinar sobre a oportunidade de investimento em suas ações.