Curtas Empresas

Cemig vai vender parte de suas ações na Taesa
A Diretoria da Cemig deliberou submeter ao Conselho de Administração, proposta de monetização de 22.273 Units, referentes a 22.273.452 ações ordinárias e 44.546.904 ações preferenciais da sua coligada Taesa, todas desvinculadas do bloco de controle. Esta operação deve representar uma entrada de caixa na Cemig da ordem de R$ 500 milhões, recursos muito importantes para os planos da empresa, que precisa, ao mesmo tempo, fazer investimentos e desalavancar-se financeiramente. Notícia positiva.

Cetip: Conselho aprova a distribuição de R$ 91 milhões em dividendos, correspondentes nesta data a R$ 0,3499501042/ação. O pagamento ocorrerá em 10 de outubro e as ações passarão a negociar ex-direito no próximo dia 22 de agosto.

Eletropaulo revisa projeções de sobrecontratação
Foram revisadas as projeções para o nível de sobrecontratação e impacto financeiro associado para o ano de 2016, divulgadas originalmente no dia 13 de maio. O nível de sobrecontratação estimado passou de 116% para 114%, enquanto o impacto financeiro associado foi revisado de R$ 320 milhões a R$ 375 milhões para R$ 60 milhões a R$ 165 milhões. Essa reavaliação deriva de uma expectativa de melhora na performance da carga na área de concessão da Companhia ao longo de 2016, de uma retração do mercado de 4% para uma retração entre 3,1% e 3,4% na comparação com o ano de 2015. Além disso, a Eletropaulo revisou o cenário de preços do mercado de curto prazo (PLD), com viés de alta, em função da redução do nível dos reservatórios do Brasil devido à menor afluência que tem sido verificada em 2016 e de recentes revisões da carga pelo Operador Nacional do Sistema (ONS). Notícia positiva.

Petrobras: AGE de ontem aprovou mudanças no Estatuto Social, que visam o aprimoramento da governança e da gestão da Companhia. Entre as alterações aprovadas está a criação da nova Diretoria Executiva de Estratégia, Organização e Sistema de Gestão. O Sr. Nelson Luiz Costa Silva é atualmente o nome indicado para ocupar a nova diretoria. A eleição do novo Diretor está sujeita, dentre outras condições, à aprovação do Conselho de Administração.

Tecnisa vende Corporate Time
No final de junho foi anunciado o ingresso da Cyrela Realty no capital da Tecnisa, através da subscrição de R$ 170 milhões. Agora a Tecnisa vai vender a totalidade das quotas da SPE Mariara Investimentos Imobiliários, sociedade detentora dos direitos e obrigações do empreendimento imobiliário Corporate Time, subcondomínio corporativo do projeto Jardim das Perdizes. O valor do negócio é de R$ 15 milhões.

Tupy: Conselho aprova a distribuição de R$ 43,4 milhões em JCP e mais R$ 16 milhões complementares, correspondentes nesta data aos valores brutos por ação de R$ 0,30072445 e R$ 0,11097432, respectivamente. O pagamento ocorrerá até 25 de agosto e as ações passarão a negociar ex-direito no próximo dia 11 de agosto.