Conselho da BRF aprova estrutura de dívida

O endividamento aprovado tem por finalidade fazer frente às obrigações vincendas no 1° trimestre de 2017. São eles: Financiamento Banvit – Turquia no valor de US$ 160 milhões para capitalização da Banvit Bandirma Vitaminli Yem Sanayii A.Ş; Empréstimo OeKB e Unicredit no valor de EUR 150 milhões; e Linha de Crédito Extra Rural no valor de R$ 400 milhões.

Unipar adquire 17,17% da Unipar Indupa

O período de adesão à oferta pública obrigatória iniciado em 23 de janeiro, para a aquisição de até a totalidade das ações em circulação da Unipar Indupa S.A.I.C. (atual denominação da Solvay Indupa S.A.I.C.) terminou na sexta-feira, 24 de fevereiro. Os acionistas que aderiram à oferta alienarão, à Unipar um total de 71.163.251 ações ordinárias de emissão da Unipar Indupa, representativas de 17,17% de seu capital social. O preço ofertado será pago aos acionistas da Unipar Indupa em 7 de março de 2017.

AES TIETE E

O fraco resultado apresentado (lucro líquido de R$ 83,1 milhões vs R$ 153,5 milhões no 4T15) foi influenciado, principalmente, pelo término do contrato bilateral com a Eletropaulo, vigente até dez/2016, o qual provocou substancial queda das receitas (-42,9%), fazendo cair cerca de 18,7 p.p. a margem EBIT. A redução ocorrida nas despesas com energia comprada para revenda (-62,7%) não foi suficiente para compensar a queda das receitas e além disso o resultado financeiro líquido negativo subiu 137,4%.

AMBEV

Em 2016, a receita líquida cresceu 1,9%, com a queda no Brasil (-5,2%) mais do que compensada pelo sólido desempenho na América Central e Caribe (+14,0%), dado o crescimento contínuo do negócio na região; na América Latina Sul (+15,8%), devido à forte performance da ROL/hl parcialmente compensada pela queda de volume na Argentina; e no Canadá (+0,7%). No consolidado o volume caiu 5,8% explicado principalmente pela queda das vendas no Brasil e Argentina, onde o cenário macroeconômico continuou a pressionar os consumidores, enquanto a ROL/hl cresceu sólidos 8,3% devido às iniciativas de gestão da receita por parte da Ambev. O lucro atribuído aos sócios da Ambev alcançou R$ 11,4 bilhões em 2016 (dos quais R$ 4,673 bilhões no 4T16), um recuo de 10,7% ante os R$ 12,8 bilhões de 2015.

ELETROPAULO

O lucro líquido apresentado no 4T16 (R$ 19,4 milhões) representou um crescimento de 75,7% sobre o mesmo período do ano passado (R$ 11 milhões), mas continua sendo um fraquíssimo desempenho, considerando-se o porte da companhia (receita líquida de quase R$ 11 bilhões em 12 meses). Os problemas da companhia permanecem os mesmos: queda no consumo em sua região de atuação, elevação de inadimplência e de furto de energia e gastos elevados com recuperação de indicadores de qualidade.