Curtas Empresas

Cristiane Barretto Sales assume interinamente a presidência da Contax
Em decorrência do processo que discute divergências contratuais entre Nelson Armbrust e seu antigo empregador, o Grupo Atento, o judiciário determinou o afastamento temporário do executivo da presidência da Contax. Desta forma, as atividades de Diretor Presidente serão interinamente assumidas pela Diretora de Finanças e Relações com Investidores da Companhia, Cristiane Barretto Sales.

Itaú Unibanco vende suas operações de seguros de vida em grupo
O Itaú assinou contrato de compra e venda de ações com a Prudential do Brasil Seguros de Vida S.A. para a venda da totalidade de suas operações de seguros de vida em grupo comercializado principalmente por meio de corretores. Para a conclusão da venda, a Itaú Seguros S.A., dona dessas atividades, será cindida e as operações de seguros de vida em grupo serão vertidas para a IU Seguros S.A., cuja totalidade do capital será alienada à Prudential. A operação de seguros de vida em grupo contou com prêmios líquidos no valor aproximado de R$ 465 milhões em 2015 e mais de 1.900.000 vidas seguradas. A alienação reitera a estratégia já divulgada do Itaú Unibanco de focar em seguros massificados, tipicamente relacionados ao varejo bancário. O Itaú estima que a alienação não tenha efeitos contábeis relevantes nos resultados do Itaú Unibanco em 2016.

Log-In: venda de ativos para Hidrovias do Brasil por R$ 683 milhões e emissão de até R$ 45 milhões em debêntures
Os ativos a serem vendidos são as embarcações Log-In Tambaqui e Log-In Tucunaréos e os direitos e obrigações de um contrato comercial firmado com a Alunorte – Alumina do Norte do Brasil S.A.. A Hidrovias Cabotagem pagará à Log-In R$ 683 milhões, sendo R$ 60 milhões à vista e R$140 milhões em 14 parcelas mensais e consecutivas, em forma de notas promissórias, a partir da data de fechamento da operação. A Log-In também transferirá para a Hidrovias Cabotagem contratos de financiamento junto ao BNDES, cujos recursos são utilizados para o financiamento das embarcações. Adicionalmente, a Log-In comunicou que seus acionistas aprovaram a primeira emissão de debêntures simples no valor de até R$ 45 milhões e que o prazo concebido para exercício do direito de prioridade pelos atuais acionistas será de 20 de setembro até 26 de setembro. Os recursos obtidos com a venda de ativos e com a emissão de debêntures permitirão um melhor gerenciamento da liquidez da Log-In.

Paranapanema: Informou nesta manhã que Luis Felipe Schiriak renunciou ao cargo de Diretor Financeiro e de Relações com Investidores. Com isso, o Conselho de Administração deliberou que o Diretor Presidente, Christophe Malik Akli, assumirá as responsabilidades e obrigações relacionadas à função até que um novo diretor seja eleito.

Viver pede recuperação judicial
Em conjunto com algumas de suas controladas diretas e indiretas, a incorporadora ajuizou pedido de recuperação judicial na Comarca da Capital do Estado de São Paulo. Segundo a Viver, a deterioração da atividade econômica, que afetou gravemente o setor, a limitação à concessão de crédito e o alto número de distratos foram fatores complicadores. As dificuldades para honrar suas obrigações financeiras e os recentes eventos e iminentes riscos de novos bloqueios judiciais nas contas do Grupo Viver, fizeram da Recuperação Judicial a melhor alternativa no momento. Ainda segundo o fato relevante, a recuperação judicial tem o intuito de preservar a continuidade das atividades do Grupo Viver, preservar os interesses e direitos de seus fornecedores, credores e de seus acionistas, além de proteger o caixa da Companhia e das sociedades do seu grupo objetivando mitigar riscos operacionais no curtíssimo prazo. Os negócios na Bovespa reabrem amanhã no grupor Recuperação Judicial.