Curtas Empresas

Odebrecht disponibiliza ações da Braskem
A Odebrecht Serviços e Participações S.A. assinou contratos com determinadas instituições financeiras, por meio dos quais concedeu em garantia a empréstimos a totalidade das ações de emissão da Braskem de sua titularidade. Em ações ordinárias a Odebrecht Serviços tem 50,110766% do capital deste tipo da Braskem. A participação em ações preferenciais é de 22,911825%. Na hipótese de eventual transferência do controle acionária da Braskem, o novo controlador terá a obrigação de oferecer aos minoritários em ON pelo menos 80% do preço que vier a ser estabelecido para a transferência das ações. A Odebrecht e a Petrobras mantêm acordo de acionistas que regula o direito de voto na Braskem e as regras de transferência de ações por ela emitidas. Pelo acordo as signatárias têm a preferência na aquisição de ações que detiverem na Braskem, em igualdade de condições com as da oferta apresentada por um terceiro e caso a Odebrecht aliene a totalidade da sua participação, o adquirente terá a obrigação de aderir ao acordo pelo prazo de vigência remanescente.

CCR lança R$ 1,250 bilhão em debentures
O Conselho de Administração aprovou a 9ª emissão de debêntures simples com valor total de R$ 1,250 bilhão, com prazo de 30 meses. A emissão das Debêntures será objeto de distribuição pública com esforços restritos e garantia de melhores esforços de
Colocação. Os recursos líquidos captados serão destinados para aporte de capital na Companhia de Participações em Concessões, subsidiária da CCR para posterior oferta de resgate antecipado, total ou parcial, das debêntures da 4ª emissão da CPC.

Fras-le e Randon reportam receita líquida de junho
A receita líquida consolidada da Fras-le desacelerou um pouco no mês de junho ao atingir R$ 74,1 milhões, apenas 0,7% maior que a de junho de 2015. No acumulado até junho, a receita totalizou R$ 421,4 milhões ou 4,2% maior que no acumulado no mesmo período do ano anterior.

Já a Randon manteve a forte queda de receita líquida consolidada no mês de junho, que foi 18,1% inferior a de junho de 2015 ao atingir R$ 209,7 milhões, 18,1%. No acumulado janeiro-junho a receita líquida consolidada da Randon totalizou R$ 1,431 bilhão ou 0,01% menor que no acumulado no mesmo período do ano anterior.

Rodobens: prévia operacional do 2T16
A exemplo do primeiro trimestre, no segundo a Rodobens lançou apenas um empreendimento com VGV total de R$ 82 milhões. As vendas brutas atingiram um VGV total de R$ 110 milhões no 2T16 (R$ 240 milhões no 1S16), 36% menor do que as vendas realizadas no 2T15 (no semestre menos 41%). Do VGV total vendido destaca-se a queda de 71% do segmento Minha Casa Minha Vida, o qual, por outro lado, freou o volume de distrato do semestre. O aumento do distrato ocorreu no segmento SBPE, como resultado do mapeamento/tratamento das carteiras dos empreendimentos com habite-se previsto para o segundo semestre de 2016. É também o segmento SBPE que tem a maior parcela de VGV em estoque (81% dos R$ 681 milhões). A maior concentração do estoque está nos estados de São Paulo e Mato Grosso, que juntos representam 72% do VGV Total. Avaliamos que a Rodobens tem administrado bem as dificuldades que se impõem ao mercado de construção civil leve.

Mec autoriza início de operação de faculdade da Ser Educa
O Ministério da Educação autorizou o início de operações da Faculdade Joaquim Nabuco na cidade de João Pessoa, na Paraíba. Segundo Jânyo Diniz, Presidente do grupo Ser Educacional, o credenciamento da Nabuco é o primeiro fora da região metropolitana do Recife e concretiza o projeto de crescimento orgânico da marca para os demais estados da região Nordeste. A nova instituição iniciará operações com os cursos de Administração, Ciências Contábeis, CST em Segurança no Trabalho, CST em Gestão de RH e CST em Logística, totalizando 1.200 vagas anuais.