Curtas Empresas

Subsidiária da BRF precifica oferta no exterior de Sênior Notes de 10 anos
A BRF GmbH precificou uma oferta no exterior de Senior Notes de 10 anos, no valor de US$ 500 milhões. As Notes serão devidas em 29 de setembro de 2026, remuneradas à taxa de 4,35% a.a. e pagas semestralmente, a partir de 29 de março de 2017. As Notes não poderão ser ofertadas nos Estados Unidos nem no Brasil e serão oferecidas apenas a investidores institucionais qualificados. Segundo a BRF, os recursos obtidos com a oferta das Notes serão utilizados para refinanciar parte de suas dívidas em moeda estrangeira que vencerão no curto prazo.

CADE aprova venda de fatia do controle da CPFL para a State Grid
O CADE aprovou, sem restrições, a alienação das ações detidas pela Camargo
Corrêa S.A. e ESC Energia S.A. à State Grid Brazil Power Participações Ltda., subsidiária brasileira da State Grid International Development Limited, bem como a potencial aquisição das ações detidas pelos demais acionistas signatários do Acordo de Acionistas da Companhia, Energia São Paulo Fundo de Investimento em Ações, Bonaire Participações S.A. e BB Carteira Livre I Fundo de Investimento em Ações (veículo da Previ), na hipótese de exercício do direito de venda conjunta (tag along), e o possível lançamento de uma oferta pública de aquisição das ações em circulação da CPFL Energia, caso ocorra a alienação de uma quantidade suficiente de ações de emissão da CPFL Energia. Notícia neutra, uma vez que trata-se apenas do corolário de fatos já conhecidos pelo mercado.

Controlada da Marcopolo vende 7,4% de participação na New Flyer Industries
A Marcopolo informou que sua controlada Marcopolo Canada Holdings Corp. alienou 4,5 milhões de ações de emissão da New Flyer Industries Inc. (NFI). O montante alienado equivale a 7,4% de participação no capital social da NFI e a transação foi feita através de um processo de bought block trade no valor de 181,8 milhões de dólares canadenses. Após a conclusão da operação, a Marcopolo Canadá continua sendo a maior acionista da NFI com participação equivalente a aproximadamente 10,8%. Adicionalmente, a Marcopolo reiterou que permanecerá com a atual participação acionária na New Flyer, uma vez que a empresa canadense segue sendo parte importante de sua estratégia e, que o presidente do Conselho de Administração, Paulo Cezar da Silva Nunes, seguirá como membro do Conselho da NFI.

Conselho de Administração da Petrobras aprova venda de 90% das ações da Nova Transportadora do Sudeste
O valor total da venda de 90% das ações da Nova Transportadora do Sudeste (NTS) para a Brookfield Infrastructure Partners e suas afiliadas é de US$ 5,19 bilhões. A primeira parcela, correspondente a 84% do valor total, será paga no fechamento da operação e o restante, em cinco anos. A conclusão da transação está sujeita à aprovação da Assembleia Geral da Petrobras e a determinadas condições precedentes usuais, incluindo a aprovação pelos órgãos reguladores competentes. Se confirmada, a operação terá grande relevância para o Plano de Desinvestimentos da Petrobras, correspondendo a cerca de 35% da meta de US$15,1 bilhões para o período 2015-2016.

MEC atrasa repasses do FIES
Calcula-se que a dívida do Ministério de Educação e Cultura com as escolas de nível superior, já ultrapassa R$ 5 bilhões. As parcelas do FIES de julho, agosto e setembro ainda não foram pagas, provocando este acúmulo de dívidas. Para sanar o problema, é necessária a aprovação, pelo Congresso, de crédito suplementar, o que ainda não ocorreu. Escolas de menor porte devem passar por sérias dificuldades, em decorrência desse fato. Assim, uma notícia que é, em si, ruim para o setor, tem potencial para se transformar em um fato causador de novos movimentos de consolidação, o que favorece as grandes empresas do setor, como Kroton, Ser Educacional, etc.

Aço: Congresso Latino Americano da Construção Metálica mantém em baixa o cenário para a Indústria do aço no Brasil
Sob o tema Aço, Protagonista do Crescimento, o Construmetal 2016, congresso consagrado como o maior evento da construção metálica da América Latina, realizado em São Paulo nesta semana, manteve a cautela e a apreensão como os principais ingredientes da Indústria de aço no Brasil. Houve alerta sobre o baixo nível de utilização da capacidade instalada das empresas, fato que é extremamente prejudicial para uma indústria intensiva em capital. Aço Brasil, Anfavea e Abimaq encaminharam ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, um pleito para tentar recuperar a competitividade brasileira em relação a outros países.