Curtas Empresas

Vale reconhece provisão de R$ 3,7 bilhões no balanço de 30 de junho de 2016 por Samarco
Há muito não contávamos com o retorno das operações da Samarco em 2016 e, agora, a Vale confirma nossa expectativa ao finalmente admitir uma reduzida possibilidade de retorno das operações da sua coligada e incertezas com relação ao seu fluxo de caixa futuro. Em função disso, a Vale reconheceu uma provisão de R$ 3,7 bilhões (US$ 1,2 bilhão) nas suas Demonstrações Contábeis de 30 de junho de 2016 por Samarco. Este valor equivale à sua responsabilidade sobre as obrigações da Samarco no Acordo estabelecido em março deste ano (entre Samarco, Vale, BHP, União, Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), para dar suporte à Fundação estabelecida para desenvolver e executar programas de longo prazo cujas finalidades são compensar a sociedade pela ruptura da barragem da Samarco. A Vale também afirmou ser provável que ela e a BHP Billiton sejam chamadas a cumprir as obrigações do Acordo. Ela própria estima contribuir com cerca de US$ 150 milhões à Fundação no segundo semestre deste ano e, além disso, disponibilizar à Samarco linhas de crédito de curto prazo de até US$ 100 milhões para apoiar suas operações. A BHP Billiton também disponibilizará à Samarco linhas de crédito de curto prazo similares às disponibilizadas pela Vale. Não descartamos a possibilidade de ocorrência de novas provisões, mas não temos condição de prever valores.

Smiles: renúncia do Diretor Vice-Presidente, Financeiro e de Relações com Investidores Flavio Jardim Vargas renunciou aos cargos para os quais foi eleito na reunião do Conselho de Administração em fevereiro deste ano. A Smiles não informou a razão da renúncia. Leonel Dias de Andrade Neto, atual Diretor Presidente, assume, cumulativamente, a função de Diretor de Relações com Investidores e Diretor Financeiro.