O mercado acionário local precisará superar algumas incertezas trazidas à tona ontem à tarde para recuperar a tendência de alta. Internamente houve elevação dos temores sobre a reforma da Previdência, após notícia de que se fosse votada hoje não haveria votos suficientes para sua aprovação. Já a ata do Fomc despertou preocupações com o direcionamento da política monetária nos EUA.

Os investidores também seguem cautelosos com o encontro de hoje entre Donald Trump e o presidente chinês, Xi Jinping, além de aguardarem a divulgação do payroll, amanhã. A ata da última reunião do BCE e a fala do presidente da instituição afastaram a possibilidade de redução agressiva da política de estímulos monetários, o que ajudou para uma melhora nas bolsas europeias, que ainda assim operam com sinais mistos.

Análise Gráfica

O Ibovespa-futuro testou o suporte representado pelo fundo formado em 64.625 pontos e se perdê-lo indicará maiores possibilidades de extensão da queda até 64.000 pontos. Para anular tal expectativa e permitir a possibilidade de ingresso em um repique altista, o futuro terá que ultrapassar a resistência imediata de 65.200 pontos (comentário feito às 09:15 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

O dólar-futuro tenta manter os avanços na direção do topo formado em R$ 3,155, mas como trabalha com níveis elevados no Indicador de Força Relativa é possível que se congestione em termos intraday antes de tentar romper aquela resistência (comentário feito às 09:15 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

IGP-DI

Índice registra deflação de 0,38% em março

EUA

Queda de 2% nas demissões corporativas em março

EUA

Pedidos de seguro-desemprego chegaram a 234 mil na semana até 01/abril

EUA

São 2 milhões de pessoas recebendo seguro-desemprego na semana até 25/março

Disclaimer:
Este Relatório de Análise foi preparado pela Lopes Filho & Associados, Consultores de Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.