Após a volta do Carnaval com valorização, o Ibovespa deve abrir em queda nesta quinta-feira, com as bolsas externas mostrando indefinição em suas tendências. Se ontem o otimismo com futuras medidas do governo Trump o Dow Jones para acima dos 21 mil pontos pela primeira vez, hoje a cautela ganha espaço nas avaliações dos agentes do mercado, enquanto a queda do petróleo também é um fator negativo.

Por aqui os investidores avaliam a ata do Copom, que na semana passada reduziu a Selic para 12,25% a.a. O documento mostra que a autoridade monetária espera o IPCA em 4,2% neste ano e 4,5% no próximo, considerando a Selic em 9,5% e 9% ao final dos respectivos períodos. A agenda de balanços corporativos também traz novidades, com os números da AmBev, AES Tietê e Eletropaulo.

Confira os Balanços de Hoje

AES TIETE E

Término do contrato bilateral com a Eletropaulo faz lucro da Tiete cair

AMBEV

Lucro do 4T16 sobre 12,5% mas lucro acumulado em 2016 cai 10,7%

ELETROPAULO

Lucro de apenas R$ 20 milhões em 2016

Agenda Corporativa

ASSEMBLEIA

KLABIN. AGE. 14h30, São Paulo, SP.
Ordem do Dia: 1. Incorporação da Embaplan Indústria e Comércio de Embalagens S.A, sem aumento de capital.

BALANÇO 2016

AMBEV (antes do fechamento do pregão)
Teleconferência: 13h00 (português e inglês)

NEGOCIAÇÃO EX-DIREITO

BBAS3. Ex-JCP. R$ 0,02531542157/ação
UGPA3. Ex-Dividendo. R$ 0,87/ação
BBDC3. Ex-JCP. R$ 0,01724982600/ação
BBDC4. Ex-JCP. R$ 0,01897480900/ação

PAGAMENTO DE PROVENTOS

BBSE. Dividendo. R$ 0,85303058/ação

Atenção

As empresas podem alterar o cronograma de publicação de balanço sem aviso prévio // JCP bruto de Imposto de Renda

Análise Gráfica

O Ibovespa-futuro abriu ligeiramente em baixa, mas sem permitir a expectativa de uma queda importante enquanto oscilar acima da zona de sustentação situada em 67.290/67.250 pontos. Por outro lado, não existirá indicação de novas manifestações altistas até que seja ultrapassada a resistência representada pelo topo formado em 68.375 pontos (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro experimenta uma recuperação depois de fazer novo fundo em R$ 3,115, mas também oscilando no interior de um congestionamento lateral e por enquanto não permitindo a expectativa de que ultrapassará a resistência representada pelo topo formado em 3,148 (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

IPC-S. O índice encerra fevereiro com 0,31%

Ata do Copom. Sinalização de novo corte de 0,75 p.p. na taxa básica (Selic)