O Ibovespa futuro operava, às 9h26, com queda de 0,49%, refletindo as maiores preocupações com o cenário fiscal. Ontem o governo não conseguiu aprovação da Desvinculação de Receitas da União (DRU), após o presidente do Senado, Renan Calheiros, suspender a sessão que votaria a proposta de Emenda à Constituição (PEC) que recriaria o instrumento por falta de quórum. As bolsas europeias operam com sinais mistos, enquanto os índices futuros do Dow Jones e S&P 500 sobem na margem, ainda refletindo a ata da reunião de política monetária do Fed, divulgada ontem a tarde. O documento mostrou que os dirigentes do banco central dos EUA estão mais cautelosos quanto ao momento de elevar os juros.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro abriu em queda e poderá atingir as projeções de Fibonacci, representadas pelas retas tracejadas, situadas em 60.050 e 59.900 pontos (comentário feito às 09h10 e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro experimenta nova recuperação, mas precisará ultrapassar a resistência imediata de R$ 3,25 para tentar estender os avanços até R$ 3,26/R$ 3,264 (comentário feito às 09h10 e baseado no gráfico intraday de 60’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Agenda

Corporativa

Econômica