Ontem o Ibovespa fechou acima dos 65 mil pontos, no maior patamar em quase cinco anos, ignorando o mau desempenho das bolsas estrangeiras e amparado na perspectiva de queda da Selic e valorização do minério de ferro. Nesta manhã o Ibovespa futuro sinaliza para a continuidade do movimento altista, mesmo que em menor intensidade, contando também com a melhora do apetite a risco no exterior. Lá fora as atenções ainda estão voltadas para Donald Trump, que ontem cumpriu uma de suas promessas e retirou os EUA do Tratado Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), mas segue sem anunciar estímulos econômicos e investimentos. Os investidores avaliam a decisão da Suprema Corte do Reino Unido, que indicou que a primeira-ministra, Theresa May, deve consultar o Parlamento antes de iniciar o Brexit. As bolsas europeias operam em alta, assim como os futuros do Dow Jones e S&P 500. Já o Ibovespa futuro, às 9h43, registrava alta de 0,07%.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro tenta manter os avanços, mas trabalhando com níveis excessivamente elevados no Indicador de Força Relativa para permitir a expectativa de continuação da tendência sem prévio congestionamento ou pequena realização (comentário feito às 09:10 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

O dólar-futuro está em situação indefinida, podendo repicar até R$ 3,206 se ultrapassar a resistência imediata de R$ 3,191 ou cair até R$ 3,145, se perder o suporte representado pelo fundo formado em R$ 3,16 (comentário feito às 09:10 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Agenda

Corporativa

Econômica

Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.