Após a forte alta de ontem, quando o Ibovespa subiu 3,7%, os contratos futuros do índice mostram indefinição para o início dos negócios desta quarta-feira. Às 9h38, o Ibovespa futuro registrava ligeira baixa de 0,04%. No exterior também não há um direcionamento único, com as bolsas europeias com leves desvalorizações, enquanto os futuros do Dow Jones e S&P 500 subiam na margem. Os investidores estão no aguardo de novos indicadores dos EUA, como os estoques de petróleo e a ata da última reunião de política monetária do Fed.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro não está conseguindo manter a trajetória altista e se o fizer poderá encontrar mais forte resistência na faixa de 63.150/63.250 pontos e ingressar em um congestionamento. Atenção para o suporte imediato de 61.950 pontos, já que sua eventual perda indicaria chance de uma correção de maior intensidade (comentário feito às 09h10 e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro abriu em queda e testando o suporte representado pelo fundo formado em R$ 3,271, mas é possível que somente o perca (e atinja R$ 3,255) depois de algum congestionamento para corrigir o exagero baixista inicial (comentário feito às 09h10 e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Gestão das Cias Abertas

Devido à intensa movimentação na gestão das companhias abertas esta sessão estreia hoje com o objetivo de informar as substituições de CEO, CFO e Conselheiros.

Alliar

Cristiano Gioia Lauretti, Marcio Gustavo Jardim e Gil Conrado Kasten renunciam aos cargos de conselheiros de adminsitração. Em substituição foram eleitos Luis Filipe Frozoni Lomonaco, Sergio Brasil Tufik e Delfin Gonzalez Miranda, com mandatos até a AGO de 2017 ou até o fim do mandato dos demais membros do Conselho de Administração, o que ocorrer primeiro.

Cielo

Rômulo de Mello Dias deixa a presidência. Assume Eduardo Campozana Gouveia, que permanecerá no cargo até a AGO de 2018.

Tarpon

Miguel Gomes Ferreira deixa a diretoria de Relações com Investidores. Assume Alexandre Tadao Amoroso Suguita, que permanecerá no cargo até a primeira RCA após a AGO de 2017.

Economia em Foco

IPC-Fipe registra 0,72% em dezembro

A Fipe divulgou o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) a registrar alta de 0,72% na 4ª quadrissemana de dezembro, contra 0,46% na última quadrissemana divulgada. Dos sete grupos pesquisados, seis assinalaram aceleração: Alimentação (de -0,31% para 0,27%), Habitação (de 0,67% para 0,86%), Transportes (de 0,43% para 0,53%) e Despesas Pessoais (de 1,02% para 1,18%), Saúde (de 0,32% para 0,36%) e Vestuário (de 1,58% para 1,83%). Apenas o grupo Educação repetiu a variação anterior de 0,03%. Com isso, o IPC encerra 2016 registrando 6,54%, bem abaixo dos 11,07% de 2015. Para janeiro, no entanto, teremos alguns impactos no índice paulista, em função dos reajustes de contratos indexados, como os aluguéis, além dos reajustes do IPTU, IPVA, das mensalidades e materiais escolares.

Agenda

Corporativa

Econômica