O Ibovespa pode tentar uma recuperação nesta sexta-feira, após cair em todos os pregões anteriores desta semana, com queda acumulada de 3,3%. Antes do início dos negócios no mercado à vista, os investidores repercutem o IPCA de fevereiro, que teve a menor alta para o mês em 17 anos, se refletindo na queda dos juros futuros. No campo corporativo, os balanços de 2016 divulgados após o pregão de ontem e nesta manhã mostraram melhores resultados de Alupar, Copasa, CSU Cardsyst e Fleury, enquanto a Multiplan teve queda no seu lucro líquido. Veja mais no item Confira os Balanços de Hoje.

Lá fora as bolsas operam em alta, no aguardo dos dados do mercado de trabalho dos EUA (payroll). Se confirmado uma maior geração de empregos, deverão se consolidar as apostas sobre uma nova alta dos juros norte-americanos já na reunião do Fed na próxima semana.

Confira o Balanço de Hoje

ALUPAR

O lucro líquido alcançou R$ 310,8 milhões em 2016, cerca de 48,8% superior a 2015 (lucro líquido de R$ 209,2 milhões). Este bom resultado se deveu à combinação de um desempenho operacional favorável (lucro da atividade maior em 15,2%) e estabilidade do resultado financeiro líquido negativo (+0,6%). A empresa vem investindo pesadamente em expansão de suas atividades (geração e transmissão) e esses gastos vêm tendo retorno satisfatório, como os números demonstram.

COPASA

A empresa apresentou excelente resultado, tendo o lucro líquido chegado a R$ 434,2 milhões, contra prejuízo de R$ 11,6 milhões em 2015. Basicamente, a maior causa dessa reversão foi o arrefecimento da crise hídrica, fato que permitiu a descontinuidade de diversas medidas adotadas para enfrentar a seca e que geravam prejuízos para a companhia. A receita líquida subiu 5,2% e o resultado da atividade cresceu 153,6%. O resultado financeiro líquido continuou negativo, mas 42,2% menor que em 2015.

CSU CARDSYST

Fechou 2016 com receita líquida de R$ 465,8 milhões, crescimento de 0,5%. O Ebitda foi de R$ 90,9 milhões com evolução de 30,2%, e o lucro de R$ 34,9 milhões avançou 83,6%. A empresa encerrou o período com 22,9 milhões de cartões cadastrados, 6,1% superior à base de cartões exibida em dezembro de 2015. Já com relação aos cartões faturados, a divisão apresentou crescimento de 5,9%, encerrando 2016 com 19,5 milhões de cartões. Dessa forma, mesmo em um cenário econômico adverso, a CSU registrou boa performance, com destaque para os retornos dos investimentos em customização e atualização de software.

FLEURY

O Fleury obteve crescimento de receita em todos os segmentos de atuação somando receita líquida consolidada de R$ 2,1 bilhões, acréscimo de 10,6% sobre 2015. O lucro cresceu 113,1%, atingindo R$ 228,7 milhões, com margem líquida de 10,9% (5,7% em 2015).

MULTIPLAN

As vendas na mesma área dos lojistas cresceram 3,3% em 2016, replicando o crescimento de 2015 e acumulando um crescimento de 14,9% desde 2013. A receita de locação cresceu 7,9% em 2016, com a receita de estacionamento evoluindo no mesmo patamar. A receita líquida consolidada atingiu R$ 1,1 bilhão em 2016 (+4,1 vs 2015), mas o lucro do ano caiu para R$ 312 milhões, 13,9% inferior a 2015, impactado pelo expressivo aumento da despesa financeira.

Agenda Corporativa

ASSEMBLEIA

BRADESCO. AGE/AGO. 16h00, Osasco, SP
1. Aumento do capital social com reservas livres e bonificação em ações; 2. Definição do número de integrantes do Conselho de Administração; 3. Destinação dos Resultados; 4. Eleição de Membros dos Conselhos de Administração e Fiscal; 5. Reforma Estatutária; 6. Remuneração dos Administradores e Conselheiros; 7. Tomada de Contas-Votação do Relatório da Administração e das Demonstrações Financeiras

SOMOS EDUCA. AGE. 14h00, São Paulo, SP
1. Incorporação da controlada Somos Educação e Participações S.A.; 2. Aumento do capital social

BALANÇO 2016 (antes da abertura do pregão)

ALUPAR

BALANÇO 2016 (após o fechamento do pregão)

ALPARGATAS
FERBASA
TAESA
VALID

TELECONFERÊNCIA

ALUPAR. 15h00 (português e inglês)
CSU CARDSYST. 11h00 (português e inglês)
CYRE COM-CCP. 11h00 (português e inglês)
FLEURY. 11h00 (português e inglês)
MULTIPLAN. 11h00 (Português) e 12h30 (Inglês)

NEGOCIAÇÃO EX-DIREITO

MULTIPLUS. MPLU3, Ex-dividendo, R$ 0,80093
MULTIPLUS. MPLU3, Ex-JCP, R$ 0,04047

PAGAMENTO DE PROVENTOS

BBAS3. JCP, R$ 0,021518
UGPA3. Dividendo, R$ 0,87000

As empresas podem alterar o cronograma de publicação de balanço sem aviso prévio // Em Negociação ex-Direito o JCP é bruto de Imposto de Renda // Em Pagamento de Proventos o JCP é líquido de Imposto de Renda

Análise Gráfica

O Ibovespa-futuro testa o lado superior (65.745 pontos) do congestionamento lateral e se conseguir vencer esta resistência poderá estender o repique até pelo menos 66.340 pontos (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro rompeu para baixo um afunilamento e se não conseguir retornar para o interior da figura, ou seja, ultrapassar R$ 3,21, indicará possibilidade de uma queda até o fundo formado em R$ 3,189 (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

FIPE

Deflação de 0,09% na primeira parcial de março

IPCA

Acumulado em doze meses abaixo de 5% até fevereiro

Disclaimer:
Este Relatório de Análise foi preparado pela Lopes Filho & Associados, Consultores de Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.