Internamente os investidores voltam-se novamente para a Operação Lava Jato, que em sua 34ª fase prendeu temporariamente o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega. Na agenda de indicadores, a divulgação do IPCA-15 de setembro no menor patamar para este mês desde 2009 ajuda para a queda dos juros futuros nesta manhã. No exterior ainda repercute positivamente a decisão do Fed, que ontem manteve os juros, principalmente na Europa, onde as bolsas já estavam fechadas quando houve o comunicado da autoridade monetária dos EUA. A alta do petróleo também ajuda para a sessão positiva, com a commodity sendo influenciada pelos dados do Departamento de Energia (DoE) dos EUA, que ontem indicou baixa de 6,2 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto do país. O mercado local deve seguir o desempenho dos seus pares internacionais, como indica o Ibovespa futuro que, às 9h38, operava com alta de 0,87%.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro abriu em alta e atingiu a projeção representada pelo topo formado em 59.260 pontos e se conseguir ultrapassar esta resistência poderá estender os avanços até 59.480 pontos, mas como já trabalha com níveis elevados no Indicador de Força Relativa poderá se congestionar nesta faixa de preço (comentário feito às 09:10 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

O dólar-futuro atingiu as proximidades do fundo formado em R$ 3,189 com níveis excessivamente deprimidos no Indicador de Força Relativa, para permitir a perda deste suporte e continuação da queda sem prévio congestionamento ou tentativa de recuperação (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

IPCA-15: registrou em setembro variação de 0,23%, ante 0,45% no mês anterior. No ano a inflação está 5,90% e acumulando 8,78% em doze meses. Dos nove grupos pesquisados, sete apresentaram desaceleração, com destaque para Alimentação e Bebidas (de 0,78% para -0,01%), colaborado pela variação da batata-inglesa (-14,49%), cebola (-12,30%) e do feijão-carioca (-6,05%). Outras desacelerações ocorreram em Educação (0,90% para 0,25%), Transportes (0,10% para -0,10%) e Despesas Pessoais (0,85% para 0,60%). Aguardamos alguns repiques até o próximo mês, com a esperada quebra de produção nas safras de grãos e da entressafra de carnes. Nossa expectativa de IPCA para o final do ano continua em 7,2%.

EUA – Pedidos de seguro-desemprego: foram 252 mil na semana encerrada em 17 de setembro, ante 260 mil na semana anterior e expectativa de 262 mil. O total de pessoas atendidas pelo auxílio foi de 2,113 milhões na semana encerrada em 10 de setembro, ante 2,149 milhões na semana anterior (revisado de 2,143 milhões).

Agenda

Econômica

Econômica