O Ibovespa futuro sinaliza uma abertura em ligeira queda, acompanhando os índices europeus e futuros do Dow Jones e S&P 500. A proximidade das festas de Natal reduz gradativamente os negócios nas bolsas, que operam sem muita força, mas a agenda cheia de indicadores norte-americanos pode dar um direcionamento aos mercados. Por aqui o destaque está no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que ampliou as apostas para uma maior flexibilização da política monetária a partir de janeiro. Adicionalmente, os investidores aguardam o anúncio de medida provisória para “modernizar a legislação trabalhista” e a liberação de parcela dos recursos depositados no FGTS. Às 9h41 os contratos de Ibovespa futuro mostravam baixa de 0,20%.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro experimenta alguma recuperação, mas sem condições de indicar um avanço consistente enquanto permanecer sob a zona de resistência situada em 59.000/59.120 pontos. Os suportes mais próximos estão situados em 58.240 e 58.040 pontos e se forem perdidos aumentarão as chances de continuação da trajetória baixista (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro tem sua resistência imediata no antigo suporte de R$ 3,349 e terá que vencê-la para permitir um repique até R$ 3,365. O nível de R$ 3,33 aparece como suporte mais próximo e se for perdido indicará possibilidade de nova queda até R$ 3,318 (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

Relatório Trimestral de Inflação do quarto trimestre

Na divulgação deste relatório (RTI) observou-se o aumento das chances de uma aceleração no processo de corte da taxa de juros a partir de 2017, desde que o ajuste fiscal continue avançando e a retomada da economia se mostre ainda muito “lenta e demorada”. Disse o RTI que a atividade econômica segue em desempenho inferior ao esperado, com o PIB projetado neste ano com recuo de 3,4% e em 2017 crescendo menos, de 1,3% para 0,8%. Destacou, no entanto, a “desinflação em curso”, devendo o IPCA, neste ano, fechar no teto do sistema de metas de inflação (passou de 7,3% para 6,5%) e no ano que vem abaixo do centro da meta, 4,4%. Para 2018, a previsão foi de 3,6%. Para o mercado, no entanto, as projeções seguem mais cautelosas: neste ano 6,5%, no ano que vem 4,7% e em 2018 4,5%. Sobre o ambiente externo, mostrou o cenário ainda incerto, mas afirmou que os mecanismo de transmissão, oriundos das decisões do Fed, tendem a ter efeitos secundários sobre a inflação doméstica. Em síntese, dadas as condições atuais, o RTI praticamente confirmou a “aceleração da política monetária” em 2017, sendo que para o Copom de janeiro, dias 10 e 11, já existem os que acreditam num corte mais agressivo de 0,75 ponto percentual para a taxa Selic, ainda mais depois do IPCA-15 de dezembro a 0,19% (6,58% no ano).

Agenda

Corporativa

Econômica

Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.