No exterior as bolsas operam com ligeiras altas, sob a expectativa de que o BCE anuncie a extensão do programa de compras de ativos, além da valorização do petróleo. A commodity é beneficiada pelos dados da balança comercial chinesa, que apontaram avanço de 18% das importações de petróleo do país em novembro, além da expectativa pela reunião no final de semana entre membros da Opep e produtores de fora do cartel. Por aqui teremos as repercussões sobre a decisão do STF, que manteve Renan Calheiros da presidência do Senado (veja mais no item Economia em Foco). O Ibovespa futuro, às 9h39, operava com alta de 0,45%.

Foco Gráfico

O Ibovespa-futuro abriu em alta, penetrou na resistência imediata de 62.150 pontos e se conseguir ultrapassar esta barreira indicará maiores possibilidades de continuação da atual trajetória altista na direção dos topos formados em 62.920 e 63.390 pontos (comentário feito às 09:10 h e baseado no gráfico intraday de 60’).

O dólar-futuro manteve a trajetória baixista, mas como de hábito poderá reagir depois da queda inicial e ingressar em um congestionamento ou recuperação, mesmo que apenas breve pausa antes da continuação da atual tendência (comentário feito às 09:10 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica

Economia em Foco

Calheiros segue no Senado
Foi draconiana a decisão do STF, nesta quarta-feira, ao manter o Senador Renan Calheiros como presidente desta casa, mesmo sendo réu, desde que não assumindo a presidência do País, na ausência do presidente Temer (lembremos que ele estaria em segundo na linha sucessória, depois do presidente da Câmara, Rodrigo Maia). Na verdade, foi mais um “arranjo político”, tramado nos bastidores do poder, visando preservar a governabilidade do País. Sem Renan na presidência e Jorge Viana, do PT, em seu lugar, correríamos o risco de ter a “PEC do teto” adiada para fevereiro do ano que vem, o que não seria nada bom para o ajuste fiscal. Estabeleceu-se, portanto, pelas vias erradas, algum “equilíbrio”, visando o calendário fiscal para os próximos meses. Corremos contra o tempo. Outra novidade é que com ele mantido, o projeto de “abuso de autoridade” deve sair da pauta, o que será positivo para a Lava-Jato. Lembremos, ao fim disto tudo, que o mandato de Renan Calheiros, como presidente do Senado, termina agora em dezembro.

IPC-S: na apuração de 07 de dezembro, houve variação de 0,15%, ante 0,17% na última divulgação. Três das oito classes pesquisadas apresentaram desaceleração, com destaque para Habitação (de 0,17% para -0,24%), com o item tarifa de eletricidade residencial (de 0,0% para -2,42%). Os outros decréscimos foram: Transportes (de 0,42% para 0,30%) e Comunicação (de -0,02% para -0,04%). A desaceleração não foi mais significativa devido ao avanço de Alimentação (de -0,12% para 0,09%), Educação, Leitura e Recreação (de 0,43% para 0,86%) e Despesas Diversas (de -0,12% para 0,38%).

Agenda

Corporativa

Econômica

Disclaimer:
Este Relatório de Análise foi preparado pela Lopes Filho & Associados, Consultores de Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.