Chegamos ao último pregão do mês, com o Ibovespa acumulando valorização de 10,6%. Os investidores observam a pesquisa Datafolha sobre as intenções de voto nas eleições deste ano, na qual Luiz Inácio Lula da Silva lidera em todos os cenários nos quais foi incluído. Os efeitos da pesquisa podem ser atenuados devido à perspectiva de que o ex-presidente não poderá participar do pleito. A recuperação no final do pregão de ontem, quando o Ibovespa caiu 0,25%, ante queda superior a 1% na mínima do dia, mostrou em certo ponto a força da bolsa local, que segue amparada pelas boas perspectivas econômicas e na entrada de recursos estrangeiros.

No exterior, após o forte tombo de ontem, quando o Dow Jones registrou a maior baixa em 16 meses, os contratos futuros do índice apontam para uma recuperação, amparados pelo discurso de Donald Trump e na expectativa pelo final da reunião de política monetária do Fed. Na Europa os índices acionários também operam em alta, com o FTSE-100 alternando entre os campos negativo e positivo devido aos temores do efeito do Brexit sobre a economia do Reino Unido.

Agenda Corporativa

TELECONFERÊNCIA 2017

SANTANDER BR. 09h30 (português e inglês)

PAGAMENTO DE PROVENTO

RENT3. JCP de R$ 0,05503426745/ação. Exercício 2017

Análise Gráfica

O Ibovespa-futuro ultrapassou a resistência imediata situada em 85.000 pontos e poderá atingir o topo formado em 85.900 pontos (comentário feito às 09h08 e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro voltou a cair depois de atingir as proximidades da resistência representada pelo topo formado em R$ 3,198 e poderá atingir o fundo imediato de R$ 3,149 (comentário feito às 09h08 e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica


Disclaimer:
Este Relatório de Análise foi preparado pela Lopes Filho & Associados, Consultores de Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho, conforme Contrato de Prestação de Serviços com as Instituições Clientes. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.