Eletrobras esclarece notícias


Com relação às notícias de que a Eletrobras estaria buscando apoio da China para a conclusão de Angra 3, a empresa esclareceu que se trata de um memorando de entendimentos a ser assinado entre a Eletrobras, a Eletronuclear e a China National Nuclear Corporation, em Pequim, visando regulamentar esforços para cooperação do setor nuclear envolvendo Brasil e China. O referido documento regula interesses comuns para uma potencial e futura cooperação entre as partes, tratando-se, portanto de um documento usual de parceria sem compromisso de exclusividade. Notícia neutra.

Kepler Weber faz parceria com o banco Lage Landen


A Kepler anunciou na terça-feira, durante a Expointer em Esteio, no Rio Grande do Sul, o estabelecimento de uma parceria comercial com o banco de Lage Landen, umaa subsidiária integral do Grupo Rabobank. O acordo prevê maior agilidade para financiamento de equipamentos fabricados pela Kepler, já que as aquisições desses equipamentos poderão ser financiadas por meio do banco de fábrica, com vantagens como prazo de aprovação reduzido. O banco Lage Landen oferece soluções de Vendor Finance compostas por uma gama de linhas de crédito para os mercados de Agricultura, Construção, Indústria, Transportes, Saúde e Tecnologia para Escritórios. Segundo a Kepler este acordo é fundamental para o aumento de suas vendas.

Consumo de energia elétrica registra estabilidade em julho


Segundo o boletim de consumo da Empresa de Pesquisa Energética, o consumo de energia elétrica na rede totalizou 37.084 Gwh em julho, volume 0,1% abaixo do nível registrado nesse mês no ano passado. Enquanto Norte (-0,7%) e Nordeste (-2,4%) registraram queda no consumo em julho, Sul ( +1, 4%) , S u d e s t e (+0,3%) e Centro-Oeste (+0,1%) assinalaram taxas positivas em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado em 12 meses, o consumo nacional de energia variou -0,2%. O mercado cativo das distribuidoras exibiu redução de 6,9% em julho e de 6,5% em 12 meses. Já o consumo livre aumentou 17,4% no mês e 18,3% em 12 meses. Em relação ao número de unidades consumidoras de eletricidade no país, a expansão foi de 2,1% em julho. Os números ainda refletem a debilidade da economia brasileira. Notícia negativa, principalmente para distribuidoras.