Cielo: Índice Cielo do Varejo Ampliado aponta recuperação em setembro

Foi o segundo mês consecutivo de alta após 2 anos de retração no varejo com crescimento de 2,4% sobre o mesmo período de 2016. “O resultado de setembro mostra crescimento real do varejo pelo segundo mês seguido, após a estabilidade que já havia sido apontada em julho”, comenta Gabriel Mariotto, gerente da área de inteligência da Cielo. Em setembro, apenas o bloco dos setores de Serviços apresentou desaceleração. Os demais blocos registraram aceleração e contribuíram para o resultado positivo do índice no mês. Esta é uma boa notícia de uma forma geral.

Energias do Brasil divulga dados do terceiro trimestre de 2017

As entregas totais de energia subiram 2,3% no trimestre, sendo queda de 7,4% no mercado cativo e elevação de 18,3% no mercado livre. O processo de migração do mercado cativo para o mercado livre teve continuidade no trimestre devido à maior atratividade dos preços. A classe industrial foi a mais afetada com redução de 21,9% no total. O volume de energia vendida das usinas hídricas foi de 1.811 Gwh no trimestre, queda de 4,7% em relação ao mesmo período de 2016, reflexo do menor volume de energia contratada de Enerpeixe e Energest. O volume de energia vendida da UTE Pecém I de 1.358 Gwh se manteve estável em relação ao 3T16. Notícia neutra, uma vez que a fraqueza do mercado de energia elétrica já é fato conhecido.

MRV: prévia operacional do 3T17

A contínua aquisição de terrenos nas capitais e regiões metropolitanas, onde a MRV já iniciou a estratégia de aumento do market share, permitiu a intensificação do volume de lançamentos e sua dispersão, aumentando, segundo a própria MRV, sua presença nos principais mercados e em regiões com melhor desempenho econômico. O resultado dessa estratégia se refletiu no aumento das vendas e do VSO no 3T17. As vendas do 3T17 atingiram R$ 1,55 bilhão, um acréscimo de 12% vs o 3T16 e o VSO alcançou 22%, o maior patamar dos últimos 2 anos. Outros destaques do trimestre foram: lançamentos de R$ 1,41 bilhão, equivalente a um aumento de 72,2% na comparação com o 3T16; maior volume de repasses dos últimos 3 anos, alcançando 9.714 unidades; o 21º trimestre consecutivo de geração de caixa, desta vez de R$ 117 milhões e; o menor volume de distratos/vendas dos últimos 5 anos. Foi um bom trimestre para a MRV.

Petrobras oficializa a oferta pública de ações da BR Distribuidora

A Petrobras protocolou ontem na CVM o pedido de registro de distribuição pública secundária de ações ordinárias de emissão da BR Distribuidora, que será realizada no Brasil com esforços de colocação no exterior. A quantidade de ações a serem ofertadas deve se situar entre 25% e 40% da participação acionária detida pela Petrobras na BR, percentual que será definido pelo Conselho de Administração da petroleira. Também o preço de venda de cada ação será oportunamente pelo Conselho.