Leilão de hidrelétricas tem ágio de quase 10% e negocia cerca de R$ 12,1 bilhões

O leilão de hidrelétricas da Cemig movimentou R$ 12,13 bilhões, com um ágio de 9,73% sobre o valor mínimo estipulado pelo governo pelas outorgas, de R$ 11,05 bilhões. O certame foi realizado sob protesto de sindicalistas nesta quarta-feira, 27 de setembro, na B3, bolsa de valores de São Paulo. A chinesa State Power Investment Corp arrematou a concessão da hidrelétrica de São Simão, o consórcio Engie Brasil Minas Geração arrematou a concessão da hidrelétrica de Jaguará e Miranda e a italiana Enel levou a concessão da hidrelétrica de Volta Grande. Notícia favorável à Engie Brasil, que arrematou duas hidrelétricas e neutra para a Cemig, que já tinha perdido essas usinas. Para esta última, a questão importante agora é a judicialização relativa aos valores das indenizações.

Eletropaulo: prazo do direito de recesso

Tem início hoje, 29 de setembro, e encerra em 30 de outubro de 2017, o prazo para exercício do direito de retirada dos acionistas da Eletropaulo que não compareceram, se abstiveram de votar ou votaram contra a conversão das ações na Assembleia Especial de acionistas titulares de ações preferenciais realizada em 12 de setembro de 2017. Na ausência de pedido de levantamento de balanço especial, o reembolso a ser pago será de R$ 16,10 por ação preferencial, correspondente ao valor patrimonial contábil da ação calculado com base no patrimônio líquido da Eletropaulo em 31 de dezembro de 2016.

Oi: adiamento da Assembleia de Credores

O Juízo da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, onde tramita a Recuperação Judicial da Oi, autorizou o adiamento da data de realização da Assembleia Geral de Credores para o dia 23/10/2017, em primeira convocação, e 27/11/2017, em segunda convocação, no Riocentro. O pedido da Oi teve por fundamentos fatores negociais visando à aprovação do Plano de Recuperação Judicial e procedimentais relacionados à Assembleia, que podem acarretar em alterações no sistema de votação da AGC.

Petrobras: autorização para oferta pública da BR Distribuidora

O Conselho da Administração da Petrobras autorizou ontem o protocolo de registro de oferta pública e de companhia aberta da Petrobras Distribuidora S.A. na CVM e o pedido de adesão ao Novo Mercado da B3. O CA também aprovou a alienação de 25% a 40% da participação acionária detida pela Petrobras na BR, no âmbito da Oferta a ser realizada no Brasil.

Pine foca na melhora operacional com ajuda de Consultoria especializada

Iniciou o projeto Orçamento Base Zero e Revisão e Melhoria de Processos, com apoio da Consultoria Falconi focando na melhora da eficiência operacional. A intenção do projeto é atuar diretamente na melhora dos indicadores de eficiência, com foco na melhoria dos processos operacionais aliado ao momento de transformação tecnológica do Pine e da
indústria como um todo. O projeto tem duração de 6 meses e o Pine espera que seus efeitos já sejam percebidos de maneira palpável no segundo semestre de 2018.